Piratas do Cerrado

Polícia Civil apreende R$ 1 milhão em roupas em Jaraguá

Operação resultou na apreensão de cerca de 20 mil peças de roupas e de R$ 27 mil em espécie




A deflagração da Operação Piratas do Cerrado pela Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra o Consumidor (Decon), em parceria com a 15ª DRP (Goianésia) resultou na apreensão de mais de 20 mil peças de roupas adulteradas em Jaraguá. No total, os produtos têm o valor aproximado de R$ 1 milhão.

As apreensões, realizadas nesta quarta-feira (21), são o resultado de dois anos de investigações, comandadas pelos delegados Webert leonardo (Decon) e Marco Antônio (Regional de Goianésia). Apoiaram os trabalhos o GT3, o DP de Ceres, o DP de Itapaci, o Gecom de Anápolis, o Caop de Anápolis, a Deam de Goianésia, a Delegacia Municipal de Goianésia, e o DP de Pirenópolis.

Juntos, os agentes cumpriram 11 mandados de busca e apreensão, três de prisões preventivas, sequestro de bens e um de condução coercitiva. Além disso, foram apreendidos R$ 27 mil em espécie.

Os artigos de vestuário apreendidos ostentavam marcas de renome nacional e internacional, a exemplo de Calvin Klein, Dudalina, Colcci, Diesel, Hollister, Carelli, Fórum, John John, Aleatory, Lacoste, Lança Perfume, entre outras. Segundo a PC, a operação tinha como finalidade resguardar a arrecadação fiscal, combater a concorrência desleal e proteger as relações de consumo.

Os investigados responderão, por crimes contra as relações de consumo, associação criminosa, sonegação fiscal, lavagem de dinheiro, crime contra as marcas e patentes, dentre outros correlatos, em consonância com as circunstâncias específicas de casa investigado.