'NOVO NÚMERO'

Polícia busca mentor de grupo que aplica golpes por Whatsapp em Goiás e DF

Polícia avança descobre detalhes do funcionamento da organização criminosa especializada neste crime


Alexandre Bittencourt
Do Mais Goiás | Em: 11/01/2021 às 08:12:17

Polícia investiga suspeitos de participar do golpe do 'novo número' (Foto: Divulgação)
Polícia investiga suspeitos de participar do golpe do 'novo número' (Foto: Divulgação)

A Polícia Civil de Goiás trabalha com a tese de que as três pessoas presas, na sexta-feira, por suspeita de aplicar o chamado “golpe do novo número” pelo Whatsapp, fazem parte de uma organização criminosa especializada na prática deste tipo de crime. O delegado Cássio Arantes apresenta detalhes da investigação às 11 horas desta segunda-feira.

A polícia chegou aos três suspeitos (de 26, 31 e 32 anos) ao descobrir que o golpe causou prejuízo de R$ 55 mil a uma idosa de 69 anos do Distrito Federal. Eles foram presos nos bairros Parque Oeste Industrial e Bairro Goiá.

O golpe consiste em induzir a vítima a acreditar que está falando com familiar ou conhecido que alega ter trocado o número de telefone e que, após breve troca de mensagens, pede dinheiro emprestado. O pedido acontece reiteradas vezes, até que a vítima perceba que se trata de um golpe.

A Polícia Civil descobriu que o mentor deste golpe recrutou partícipes com objetivo de dificultar a sua identificação e a recuperação dos valores. Os partícipes que aceitam participar agenciam terceiros para emprestar o vender contas bancárias usadas para receber o produto do crime.

Os autuados foram recolhidos na Central Geral de Flagrantes e estão à disposição da Justiça.