Cidades

Polícia apreende avião com R$ 504 mil e material de campanha de candidato do Tocantins

Delegado investiga se dinheiro seria usado ilegalmente em campanha.




//
//

A Polícia Civil apreendeu um avião com R$ 500 mil e milhares de panfletos políticos do candidato a governador do Tocantins Marcelo Miranda (PMDB), em uma pista de pouso de Piracanjuba, a 87 quilômetros de Goiânia, na tarde desta quinta-feira (18/09). Foram presos três homens, de 24, 38 e 46 anos, além do piloto, de 48 anos.

De acordo com o delegado responsável pelo caso, Rilmo Braga Cruz Júnior, um dos homens detido informou que o dinheiro seria utilizado na campanha eleitoral do político.

O ex-governador e candidato ao governo do Tocantins, Marcelo Miranda (PMDB), negou qualquer ligação com o avião apreendido em Goiás com R$ 500 mil nesta quinta-feira (18/09). “Eu desconheço. Eu não me submeteria a isso”, disse.  A declaração foi dada ainda na noite desta quinta quando Marcelo participava de uma sabatina com os candidatos ao governo na Federação das Indústrias do Estado do Tocantins (Fieto). 

“Eu quero dizer que eu sou um homem honrado. Tenho mostrado ultimamente, tenho ganho todas. Meu registro, a minha candidatura, hoje eu sou considerado ficha limpa. Eu não me submeteria a isso. Estão tentando fazer, macular minha imagem. Por isso que eu não tenho nada que responder porque eu não conheço essa história até esse momento”, disse ele.

De acordo com a polícia, um dos presos, de 38 anos, apontado pelas investigações como chefe do grupo, disse que, como Marcelo Miranda está com as contas bloqueadas devido a irregularidades em seu mandato como governador, em 2003, o candidato a governador estaria usando contas bancárias de laranjas para movimentar grandes quantias de dinheiro.

Ainda de acordo com o suspeito, o grupo teria sacado os R$ 500 mil encontrados na aeronave e transferiram mais R$ 1 milhão para diversas outras contas.

Os presos estão recolhidos na cadeia pública de Piracanjuba, enquanto o dinheiro e o material de campanha encontrado dentro da aeronave foram levados para Itumbiara.