FolhaPress

PMs recebem pedradas e cadeiradas ao encerrarem festa clandestina no DF

PMDF não informou se algum morador ou policial ficou ferido

Agentes da PMDF (Polícia Militar do Distrito Federal) foram recebidos com pedradas e cadeiradas durante uma abordagem feita para encerrar uma festa clandestina que acontecia na quadra 31 do Paranoá, na noite dedomingo (4). A corporação foi acionada para investigar uma ocorrência de som alto e aglomeração em uma residência da região. PMs recebem pedradas e cadeiradas ao encerrarem festa clandestina no DF
PMs recebem pedradas e cadeiradas ao encerrarem festa clandestina no DF (Foto: Reprodução/Facebook)

Agentes da PMDF (Polícia Militar do Distrito Federal) foram recebidos com pedradas e cadeiradas durante uma abordagem feita para encerrar uma festa clandestina que acontecia na quadra 31 do Paranoá, na noite dedomingo (4). A corporação foi acionada para investigar uma ocorrência de som alto e aglomeração em uma residência da região.

“Ao chegar no local a equipe se deparou com muita aglomeração e som alto, pessoas fazendo uso de bebidas alcoólicas e muitas crianças na rua. A equipe foi recebida a pedradas e cadeiradas”, informou a PMDF em nota ao UOL.

Em um vídeo que circula nas redes sociais é possível ver um grupo de pessoas circulando dentro da casa, que estava com portões fechados. Uma mulher que estava dentro da residência, ao ver que um dos PMs levantava a arma e apontava para dentro do local, gritou: “Aqui tem criança”.

Na sequência, uma cadeira é lançada por um homem que estava no primeiro andar em direção dos PMs, que respondem ao gesto com um disparo. Momentos depois, o homem entrou na residência para se proteger dos tiros. Outras pessoas aparecem na janela do primeiro andar e também se voltam para dentro do imóvel.

Segundo a polícia, foram usados gás e elastômeros para conter os ataques contra a corporação. Durante a ocorrência, dois homens foram presos.

A PMDF não informou se algum morador ou policial ficou ferido com os disparos, cadeiradas ou pedradas.

Toque de recolher no DF

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), decretou toque de recolher das 22h às 5h em toda a região. A medida foi adotada para reduzir a circulação das pessoas e evitar novos casos da covid-19.

As restrições passaram a valer desde o dia 8 de março e foram revogadas pelo governador, à medida em que o número de casos crescia.

Durante o final de semana de Páscoa, houve fiscalização para saber se os restaurantes estavam cumprindo os decretos para evitar o número de contágios.

O governo do Distrito Federal, após 29 dias do decreto que suspendeu uma série de atividades consideradas não essenciais, autorizou a reabertura do comércio local.