Valentina

PMs realizam parto na porta de hospital particular

Gestante que passou mal e não recebeu atendimento por não ter plano de saúde foi socorrida por soldado feminina que tinha ido levar o filho com febre à unidade




No início da noite desta segunda-feira (14/03), uma equipe da Polícia Militar (PM), composta por uma soldado e um cabo, foi responsável pelo parto de Angelita Rita de Sousa, de 34 anos, em frente a um hospital particular de Goiânia.

A gestante, que segundo a PM, mesmo em trabalho de parto não foi atendida por não possuir plano de saúde, foi socorrida pela soldado que havia ido à unidade saúde medicar o filho – que estava com febre.

De acordo com a Aspirante Márcia Elizabeth, CPU da 9ª CIPM, no início da noite a soldado Pablyne, que trabalhava com o Cabo Cunha, pediu autorização para levar o seu filho, de 5 anos, que estava com 40 graus de febre até o Hospital Santa Bárbara, que fica no Jardim Europa.

Assim que a viatura estacionou na porta da unidade, um homem chegou correndo e gritando que a esposa dele, que não havia conseguido ser atendida no hospital, estava passando mal dentro do carro da família.

Ao se aproximarem do veículo do casal, os militares viram que Angelita sentada no banco da frente já em trabalho de parto. Enquanto o cabo conversava com a parturiente para acalmá-la, a soldado Pablyne retirou a bebê.

Acionados, socorristas do Corpo de Bombeiros chegaram quando a menina já havia nascido, e a encaminharam junto com a mãe para a Maternidade Dona Iris, onde ela está sendo atendida. A criança recebeu o nome de Valentina.

“A princípio podemos constatar que os médicos e demais funcionários do hospital foram no mínimo negligentes, uma vez que nem mesmo na hora do parto se ofereceram para prestar atendimento à mulher. Mas o fato é que estamos muito felizes porque a ação de nossos policiais foi coroada de sucesso e a bebê está aqui toda linda e saudável”, comentou a Aspirante Márcia.

Tópicos