Ocorrência Inusitada

PMs auxiliam grávida de gêmeos em trabalho de parto no Jardim Novo Mundo

O primeiro bebê nasceu no banheiro da residência com a ajuda dos policiais. O segundo nasceu no Materno Infantil


Kayque Juliano
Do Mais Goiás | Em: 16/05/2019 às 10:31:10

Os bombeiros chegaram após o nascimento do primeiro bebê e levaram a mulher para o hospital(Foto: Reprodução)
Os bombeiros chegaram após o nascimento do primeiro bebê e levaram a mulher para o hospital(Foto: Reprodução)

Dois policiais militares auxiliaram uma mulher grávida de gêmeos que entrou em trabalho de parto em sua residência no Jardim Novo Mundo, na noite desta quarta-feira (15). A dupla foi acionada pelo marido e pai das crianças, que entrou na frente da viatura durante uma patrulha no bairro. O primeiro filho nasceu no banheiro da casa; o segundo, no Hospital Materno Infantil.

De acordo com o soldado Rodrigo Miranda de Araújo, a viatura estava em patrulhamento pela Avenida Anhanguera, quando, por volta de 21h, o pai da criança entrou na frente da viatura pedindo ajuda para a mulher. Os militares foram até a residência do casal e encontraram Gardênia Oliveira de Holanda, de 30 anos, deitada no chão do banheiro prestes a dar à luz.

Segundo Rodrigo, o primeiro bebê já estava com a cabeça para fora quando os agentes chegaram. “Iniciamos de imediato os primeiros atendimentos. É importante ressaltar que nós policiais passamos por treinamento para esse tipo de situação”, relata o soldado.

Foi com a ajuda dos policiais que o primeiro bebê nasceu na residência. Antes de abordar os militares, o marido da mulher já havia ligado para os bombeiros, que chegaram logo após o parto do primeiro neném. Posteriormente, ela foi levada para o Hospital Materno Infantil para dar a luz ao segundo garoto, que estava em uma posição desfavorável no ventre.

Há apenas três anos na Polícia Militar, é a primeira vez que o soldado atende uma ocorrência de parto. “Tanto eu como o sargento Erivaldo, que estava comigo, nunca atendemos uma ocorrência do tipo. É muito gratificante você ter contribuído para a chegada de uma criança ao mundo. Estamos felizes”, relata o policial.

O Mais Goiás foi informado de que os familiares não autorizam a divulgação do estado de saúde da mãe e dos bebês.