Assistência Social

PMs ajudam casal que passava fome em Santo Antônio do Descoberto

Situação de insalubridade e fome surpreendeu policiais. Campanha iniciada por eles já arrecadou 130kg de alimentos


Leicilane Tomazini
Do Mais Goiás | Em: 06/01/2020 às 10:14:02

(Foto: Aspirante Samuel/PM)
(Foto: Aspirante Samuel/PM)

A Polícia Militar de Goiás foi acionada no primeiro dia do ano para atender uma ocorrência atípica. A equipe composta pelo aspirante Samuel Silva e o cabo Leonardo recebeu um chamado, que segundo eles, não tinha mais especificações. Ao chegarem no local, constataram que era um pedido de ajuda de um casal que estava vivendo em condições sub-humanas às margens da GO-225, em Santo Antônio do Descoberto.

Travavam-se do sr. Israel e de dona Maria do Socorro. Eles informaram à polícia que eles vieram do Estado do Maranhão em busca de melhores condições de vida e de trabalho. Ao chegarem em Goiás seriam amparados por um parente até que conseguissem se estabelecer, no entanto, ao realizarem a mudança, ficaram sem ter para onde ir. Sem teto, eles improvisaram, então, uma moradia às margens da rodovia, e após ficarem dias sem comer, resolveram pedir socorro à Polícia Militar.

“Quando chegamos lá, uma tivemos uma surpresa: a primeira coisa que a mulher disse foi que precisava comer, já que ela e o marido não se alimentavam há três dias”, revelou o aspirante. O policial contou ainda, que por ser 1º de janeiro, não haviam estabelecimentos comerciais abertos na cidade, eles, contudo, conseguiram comprar almoço e janta para o Sr. Israel e dona Maria do Socorro.

A partir desse momento, a equipe começou uma campanha de mobilização nas redes sociais para conseguir arrecadar alimentos e providenciar uma moradia para os dois, pois eles estavam vivendo em uma barraca improvisada com restos de madeira e lonas. “Recebemos doações de várias pessoas de muitas cidades no entorno da capital, e em meu carro particular, busquei roupas, calçados e comida”, disse Samuel. Até o momento, cerca de 130 kg de alimentos foram entregues ao casal.

O aspirante informou, ainda que, ao saber do caso, uma senhora ofereceu uma casa para que ambos morassem até conseguirem um emprego. De acordo com o policial, o casal aceitou a proposta, mas detalhes ainda precisam ser estabelecidos. A comunicação com o ambos é difícil, mas, entre os donativos, está um aparelho de celular, o qual ainda está sem chip.

Interessados em prestar ajuda podem entrar em contato com o aspirante Samuel pelo telefone (62) 9.9153-3739.