Em Senador Canedo

PM prende homem suspeito de cometer 17 homicídios na Região Metropolitana de Goiânia

Ederson dos Santos Dourado, conhecido como "Neném", estava foragido e foi preso quando tentava roubar um carro em Senador Canedo




A Polícia Militar conseguiu prender na madrugada desta sexta-feira (27) um homem suspeito de cometer 17 homicídios na Região Metropolitana de Goiânia. Ederson dos Santos Dourado, conhecido como “Neném”, foi preso junto com o comparsa, Gabriel Izac Barbosa Cambota, vulgo “Mini”, em Senador Canedo quando tentavam roubar um carro.

Em Goiânia, equipes do Batalhão de Operações Especiais de Goiás (Bope) e da Agência Central de Inteligência (PM-2) já estavam atrás da dupla, que tinham mandado de prisão em aberto por roubo e haviam fugido para o interior do Estado. Após a prisão dos suspeitos em Senador Canedo, os policiais foram até a delegacia monitorar os familiares deles e conseguiram abordar a namorada do Neném na saída da unidade. Segundo a PM, ela contou, de maneira colaborativa, como chegar até a residência do namorado, em Senador Canedo.

Os policiais já haviam conseguido localizar no Setor Buriti, em Aparecida de Goiânia, uma casa que era utilizada pelos supeitos para guardar os carros roubados e estava monitorando o local. “A gente tinha ciência da casa do Buriti Sereno, mas não sabíamos oonde ele guardava as armas. A gente montou um monitoramento no Buriti Sereno e, quando nós descobrimos a casa lá de Senador Canedo, fizemos uma ação coordenada nas duas casas ao mesmo tempo”, explica o Tenente Albernaz, do Bope.

Na residência de Senador Canedo os policiais encontram cerca de meio quilo de maconha, um veículo HB20 roubado, duas pistolas calibre 380, um colete a prova de balas, duas balanças para pesagem das drogas, várias munições e celulares roubados.

Já na casa do setor Buriti Sereno foram encontrados três veículos roubados, sendo uma saveiro, uma Ford Ranger e uma motocicleta XT660.

Ainda de acordo com a PM, os suspeitos agiam a mando de um detento do sistema prisional e ainda há um integrante da quadrilha que está foragido. “Mas nos próximos dias aí a gente deve conseguir prendê-lo”, garante o Tentente Albernaz.

Ederson dos Santos Dourado, conhecido como “Neném”, tem duas passagens por roubo qualificado, porte ilegal de armas, tráfico de drogas, disparo de arma de fogo em via pública e seis homicídios confirmados. “A delegacia de homicídios tem suspeita de 17 homicídios dele e o confirmado são seis”, ressalta o tentente do Bope.

Gabriel Izac Barbosa Cambota, vulgo “Mini”, tem três passagens por roubo qualificado, duas por tentativas de roubo, duas por furto e por ser usuário de drogas. A dupla foi encaminhada para a Delegacia de Homicídios.

senador