Fraudes bancárias

PM prende estelionatários que compravam e revendiam eletrodomésticos na internet

No sobrado luxuoso dos suspeitos, os policiais encontraram uma carga de 34 eletrodomésticos composta de fogões, máquinas de lavar, aparelhos de ar condicionado e microondas


Thais Lobo
Do Mais Goiás | Em: 01/02/2017 às 11:06:59

No sobrado luxuoso dos suspeitosI, os policiais encontraram uma carga de 34 eletrodomésticos. (Foto: Polícia Militar)
No sobrado luxuoso dos suspeitosI, os policiais encontraram uma carga de 34 eletrodomésticos. (Foto: Polícia Militar)

Após levantamentos do serviço de inteligência da Polícia Militar, policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope) prenderam nesta terça-feira (31) dois homens suspeitos de aplicar diversos golpes em uma casa luxuosa no Setor Goiânia II, na capital. Segundo a Polícia Militar, a dupla era especializada em fraudes bancárias e clonagem de cartões.

“As fraudes bancárias eram por meio de boletos e os cartões eram por meio de clonagens. Eles tinham acesso a alguns dados das vítimas e, dessa forma, eles conseguiam fazer cadastros em lojas, falsificar documentos e clonar cartões para adquirir os bens materias. Tudo sempre via internet”, explica o tenente Albernaz, do Bope.

Após comprar os produtos de forma fraudulenta, os suspeitos revendiam a mercadoria em sites de comércio eletrônico na internet para evitar ligação com os compradores. Contudo, ainda assim, a PM conseguiu rastrear as operações e localizou os suspeitos.

No sobrado luxuoso no Setor Goiânia II, os policiais ainda encontraram uma carga de 34 eletrodomésticos composta de fogões, máquinas de lavar, aparelhos de ar condicionado e microondas. No local ainda foi encontrado um veículo Audi A4 adquirido com o dinheiro das fraudes, uma picape Fiat Fiorino usada para fazer o tranporte dos produtos e R$ 6,7 mil em espécie.

Malthus Henrique Caris e Bruno Martins Sales foram presos em flagrante e, na ocasião, confessou o crime aos PMs. Eles não tinham passagem pela polícia e foram encaminhados ao 4º Distrito Policial de Goiânia.

Suspeitos compraram um Audio A4 com o dinheiro das fraudes e usavam uma picape para transportar as mercadorias. (Foto: Polícia Militar)