Larissa Feitosa
Do Mais Goiás

PM fecha central telefônica clandestina usada para golpes no exterior

Durante a ação, um homem de 39 anos foi preso com cerca de R$ 2,2 mil, mais de 100 aparelhos celulares, sete notebooks e diversos chips

Polícia fecha central clandestina de telefonia que aplicava golpes no exterior
O suspeito usava um quarto de Hotel na cidade como Base de Operações para fazer ligações simultâneas para o exterior do país (Foto: Divulgação / COD)

O Comando de Operações de Divisas (COD), da Polícia Militar (PM) fechou, na noite desta terça-feira (9), uma central telefônica clandestina, no município de Edealina, no interior do estado. Durante a ação, um homem de 39 anos foi preso, suspeito de usar a estrutura para aplicar golpes de extorsão no exterior.

O suspeito usava um quarto de Hotel na cidade como Base de Operações para fazer ligações simultâneas para o exterior do país. A central usava torres de comunicação de diversas cidades e estados para completar as chamadas.

Segundo os policiais, toda ação se desenvolvia exclusivamente por telefone. Com o suspeito, foram apreendidos cerca de R$ 2,2 mil, chips de celulares de diversas operadoras, 104 aparelhos celulares, 158 baterias de celulares, sete notebooks, um tablet, e outros chips de centrais de telefonia.

De acordo com a polícia, pela quantidade de materiais apreendidos o homem não deve agir sozinho. Contudo, nenhuma outra pessoas foi identificada. Caso será investigado pela Polícia Civil.

O golpe

Segundo o capitão Martins, do COD, só de atender a ligação a vítima já perdia dinheiro. “Quando a vítima atendia, o suspeito ganhava US$ 0,25 (centavos de dólar), por exemplo. De acordo com a corporação, mais detalhes dos golpes devem ser apurados.

O homem não respondeu aos policiais se fala outro idioma. Mas, as vítimas eram em sua maioria estrangeiras. “Ele inovou porque montou a própria central e ainda fazia o golpe no exterior. Qualquer um que atendesse se tornava uma vítima”, detalhou o capitão COD.