Agressão policial

PM é flagrado agredindo motociclista durante abordagem em Aparecida de Goiânia

Militar desfere golpes com capacete, além de socos e chutes no jovem.




Notícia atualizada às 12h15


//

Um policial militar foi flagrado agredindo um motociclista durante uma abordagem no Setor Santo André, em Aparecida de Goiânia. 

Nas imagens é possível ver quando o militar desfere golpes com capacete, além de socos e chutes no jovem. As imagens mostram o motociclista caído no chão com um policial ao lado.

Outro militar chega em alta velocidade e derrapando em um carro da corporação. Ele desce e caminha em direção ao motociclista. Em seguida, o policial tira o capacete do rapaz e desfere quatro golpes com o objeto em sua cabeça.

Em nota a Polícia Militar informa que “uma equipe de radiopatrulha composta por dois policiais militares que atuam no 8º BPM, em deslocamento para atender uma ocorrência de furto em residência, quando passavam pelo Jardim Santo André, depararam com dois indivíduos que, em atitude suspeita, trafegavam em uma moto Honda/CG 150, de cor preta”. 

Ainda de acordo com  PM, “foi realizada consulta da placa da motocicleta em um aplicativo de celular denominado SINESP CIDADÃO, momento em que ficou constatado que possuía registro de furto/roubo, razão pela qual os agentes de segurança pública deram sinal de ordem de parada para o condutor do veículo automotor que, no entanto, desobedeceu à determinação policial”. 

Segundo o Corregedor da Polícia Militar, Coronel Vitor Hugo Benevides, os policiais militares permanecerão afastados do serviço operacional até a conclusão dos trabalhos de sindicância, restando adstritos às atividades administrativas devendo, ao final dos trabalhos, uma vez que, o fato é notório, serem punidos ao rigor do regulamento disciplinar da PMGO, além de serem responsabilizados judicialmente pelo fato.

Leia o comunicado na íntegra:


“No último domingo (02), por volta das 13h30m, uma equipe de radiopatrulha composta por dois policiais militares que atuam no 8º BPM, em deslocamento para atender uma ocorrência de furto em residência, quando passavam pelo Jardim Santo André, depararam com dois indivíduos que, em atitude suspeita, trafegavam em uma moto Honda/CG 150, de cor preta.

Foi realizada consulta da placa da motocicleta em um aplicativo de celular denominado SINESP CIDADÃO, momento em que ficou constatado que possuía registro de furto/roubo, razão pela qual os agentes de segurança pública deram sinal de ordem de parada para o condutor do veículo automotor que, no entanto, desobedeceu à determinação policial.

Os dois ocupantes da moto empreenderam fuga, sendo que o piloto perdeu o controle da motocicleta, vindo a cair após a colisão com o meio-fio. Um deles evadiu a pé, sendo contido alguns metros adiante, enquanto o segundo permaneceu sob custódia do comandante da guarnição.

No patrulhamento, o motorista da viatura realizou o percurso contrário para encontrar a arma abandonada, localizando-a e identificando um simulacro, ou seja, uma réplica de arma de fogo .40, PT 100, idêntica à utilizada pela Polícia Militar. A condução de um dos suspeitos foi filmada por terceiros e amplamente divulgada em redes sociais.

Assim que a Polícia Militar tomou conhecimento do fato, imediatamente iniciou as diligências para a identificação dos policiais militares que foram, mais tarde, conduzidos à Corregedoria da Polícia Militar e reduzidas a termo suas declarações. De posse dessa identificação e das declarações prestadas, a Corregedoria da Polícia Militar instaurou imediatamente uma sindicância para atribuir responsabilidades aos policiais.

Segundo o Corregedor da Polícia Militar, Coronel Vitor Hugo Benevides, os policiais militares permanecerão afastados do serviço operacional até a conclusão dos trabalhos de sindicância, restando adstritos às atividades administrativas devendo, ao final dos trabalhos, uma vez que, o fato é notório, serem punidos ao rigor do regulamento disciplinar da PMGO, além de serem responsabilizados judicialmente pelo fato.

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL DA PMGO”