Do Mais Goiás

PM apreende pasta base de cocaína avaliada em R$ 5 milhões, em Montividiu

Drogas estavam em fundo falso de um caminhão. Dois homens foram presos. Um deles receberia R$ 140 mil pelo transporte dos entorpecentes

Comando de Operações de Divisas (COD) apreendeu 150 quilos de pasta base de cocaína, na GO-220, a droga está avaliada em R$ 5 milhões.
Polícia apreende 150 KG de pasta base de cocaína, avaliada em R$ 5 milhões (Foto: Divulgação/PM)

A Polícia Militar, por meio do Comando de Operações de Divisas (COD), apreendeu 150 kg de pasta base de cocaína, na GO-220, em Montividiu, na região Sudoeste de Goiás. Segundo os militares, a droga estava escondida no fundo falso de um caminhão. A apreensão foi realizada na tarde de quinta-feira (3) e os entorpecentes estão avaliados em R$ 5 milhões. Dois homens foram presos. Um deles receberia R$ 140 mil pelo transporte da carga.

De acordo com a corporação, a droga foi encontrada durante abordagem de rotina a um caminhão que trafegava pela rodovia. Aos policiais, os dois homens que ocupavam o veículo afirmaram que transportavam móveis e eletrodomésticos.

Mesmo assim, a equipe realizou revista veicular e descobriu um fundo falso no baú do caminhão. Após realizarem corte na lataria do veículo, a polícia localizou tabletes de pasta base de cocaína.

Comando de Operações de Divisas (COD) apreendeu 150 quilos de pasta base de cocaína, na GO-220, a droga está avaliada em R$ 5 milhões.

A equipe realizou uma busca e descobriu um fundo falso no baú do caminhão (Foto: Divulgação/PM)

Após o flagrante, os suspeitos confessaram o crime. Eles contaram que pegaram a droga na cidade de Pontes e Lacerda, no Estado do Mato Grosso, e a entregariam nas cidades de Santo André e Sorocaba, em São Paulo, e também na cidade de Uberaba, Minas Gerais.

Segundo os militares, um dos suspeitos afirmou que receberia R$ 140 mil pelo transporte do entorpecente, enquanto o outro receberia R$ 14 mil. Um dos homens já havia sido preso por crime de roubo.

Os homens, a droga e o caminhão foram levados para a Polícia Federal de Jataí.