Cidades

PM apreende maconha ‘Skunk’ em Anápolis e Aparecida de Goiânia

Os entorpecentes encontrados foram levados para a Central de Flagrantes em Anápolis e para a 4° Delegacia Distrital de Aparecida de Goiânia


Jessica Santos

Do Mais Goiás | Em: 25/03/2019 às 11:42:22


(Foto: Divulgação/PM)
(Foto: Divulgação/PM)

Duas ações da Polícia Militar (PM) durante o final de semana resultaram na apreensão de ‘Skunk’, tipo de maconha modificada em laboratório com efeito entorpecente maior, em Anápolis e Aparecida de Goiânia. Casos ocorreram no sábado (23) e domingo (24), respectivamente.

Na primeira ocorrência, no setor Boa Vista, em Anápolis, um homem de 27 anos foi preso suspeito de tráfico de drogas. De acordo com informações da Polícia Militar (PM), a corporação chegou até Jefferson Luiz Marques da Silva após denúncia de que ele estaria comercializando entorpecentes na região.

Os policiais tentaram abordar o homem no bairro indicado, mas ele empreendeu fuga, pulou o muro de várias residências e se escondeu em uma delas. Momentos depois,  foi localizado pelos PMs com uma porção de cocaína. Na casa de Jefferson, os militares apreenderam 150 gramas de ‘Skunk’ , outra porção de cocaína, porções de maconha, 19 comprimidos de ecstasy, balança de precisão e até dois filhotes de cobra Corn Snak, que estavam sendo mantidas em cativeiro.

Ainda segundo a PM, o homem estava em liberdade há menos de duas semanas após cumprir pena em regime fechado por 3 anos e 8 meses na Penitenciária Estadual de Dourados, no Mato Grosso do Sul, por tráfico interestadual de drogas e receptação. Ele também possui passagem por roubo. O suspeito foi conduzido à Central de Flagrantes de Anápolis, onde foi autuado novamente por tráfico de drogas.

(Foto: Divulgação/PM)

Aparecida de Goiânia

Equipes da PM interceptaram no final da manhã deste domingo (24), um laboratório utilizado para produção de drogas. Na residência localizada no Conjunto Santa Fé, em Aparecida de Goiânia, os policiais militares encontraram equipamentos e insumos utilizados para produção de maconha ‘skunk’.

Segundo a corporação, os policiais chegaram no local após denúncia da proprietária da casa. Aos PMs, ela relatou que alugou o imóvel para dois sobrinhos identificados como Marcos Felipe de Almeida, de 23 anos, e Marcos Alexandre de Almeida, de 24 anos, mas não tinha informações deles há três semanas.

Com a permissão da proprietária, a PM adentrou a residência e verificou a existência do laboratório de drogas. Os entorpecentes encontrados e os equipamentos apreendidos foram encaminhados para a 4° Delegacia Distrital de Aparecida de Goiânia. Os militares não conseguiram localizar os possíveis responsáveis pela produção de droga no local.

(Foto: Divulgação/PM)

 

(Foto: Divulgação/PM)