Do Mais Goiás

Plano Diretor de Goiânia passa por última análise antes de ser enviado à Câmara

Vereadores já se adiantam e formam um grupo de trabalho para análise das emendas apresentadas

Prefeitura de Goiânia deve pressionar aprovação do Plano Diretor antes do recesso
Plano Diretor de Goiânia (Foto: Câmara de Goiânia)

O Secretário Municipal de Planejamento Urbano e Habitação, Valfran Ribeiro, e a Superintendente de Planejamento e Gestão Sustentável da Seplanh, Carolina Pereira, entregaram no inicio da noite desta quinta-feira (10) o relatório final de análise das emendas do Plano Diretor de Goiânia ao prefeito Rogério Cruz (Republicanos) e ao Secretário de Governo, Arthur Bernardes. O texto deve ser encaminhado à Câmara Municipal na próxima semana.

O relatório deve receber análise na Casa Civil da Prefeitura de Goiânia para, assim, ser encaminhado ao Poder Legislativo Municipal. Por outro lado, vereadores já se adiantam e formam um grupo de trabalho para análise das emendas apresentadas. São eles: Thialu Guiotti (Avante), Leandro Sena (Republicanos), Bruno Diniz (PRTB), Edgar Duarte (PMB), Ronilson Reis (Podemos).

A expectativa do Paço Municipal é que o Plano Diretor aprovado na Câmara Municipal antes do recesso legislativo, que começa em 15 de julho.

Tramitação

A revisão do Plano Diretor tramita desde 2019 e passou por ida e vindas. No ano passado, o Ministério Público (MP-GO) chegou a recomendar que as audiências públicas não fossem remotas, acionando a prefeitura para suspender a tramitação – na época, isso fez com que Iris Rezende (MDB) retirasse o projeto. A matéria também foi alvo de desgastes após vereadores assinarem emenda que ampliava macrozona da capital, que foi contestada por grupos ligados a moradores.