Do Mais Goiás

Pirenópolis cancela carnaval; Aruanã e Goiás estudam o que fazer

Ronaldo Caiado (DEM) determinou que não haverá ponto facultativo em Goiás durante o carnaval nesta sexta

Cidades turísticas se adequam à suspensão do Carnaval
Foto da rua de Pirenópolis com casas e carros.

As cidades turísticas goianas correm para se adaptar ao anúncio do governador Ronaldo Caiado (DEM), que determinou que não haverá ponto facultativo em Goiás durante o carnaval. A novidade foi dita durante uma live realizada no início da tarde desta sexta-feira (29).

Em Pirenópolis, a prefeitura decidiu acompanhar a medida. A assessoria de imprensa da Secretaria de Saúde do munícipio confirmou ao Mais Goiás que não haverá carnaval e que a prefeitura deve publicar um decreto sobre o assunto na segunda-feira (1º), que também deve instituir a lei seca. Nesta quinta, a prefeitura publicou um decreto que mantém o estado de calamidade pública no município pelo prazo de 180 dias.

A pasta ressaltou também que haverá reforço na fiscalização para evitar aglomerações nas ruas no período. Além disso, a prefeitura irá divulgar um guia informativo para orientar as pessoas a respeito das restrições impostas pela pandemia.

Por telefone, a prefeitura de Aruanã afirmou que está ainda está se inteirando sobre a decisão do governo do estado, mas que uma decisão sobre o assunto deve ser tomada neste sábado (30).

Na cidade de Goiás, a prefeitura publicou um decreto nesta quarta-feira (27), que estabeleceu novas medidas de restrição e implantou a Lei Seca no município. Entretanto, o documento só tem validade até o dia 18 de fevereiro e não há menção ao carnaval. O Mais Goiás tentou contato com o poder público da cidade, mas as ligações não foram atendidas até o fechamento da matéria. O espaço está aberto para manifestação.