Acidente aéreo

Piloto estaria fazendo acrobacia antes de avião cair em Pirenópolis

O avião caiu próximo ao aeroporto de Pirenópolis, no domingo (20).





//

Um Avião Experimental RV 9A caiu na tarde deste domingo (20/09) próximo ao aeroporto de Pirenópolis, a 123 km de Goiânia, matando o engenheiro civil Erik Teixeira Rigonato, de 31 anos, e o funcionário público Guilherme Lima de Sousa, 30 anos. Os dois morreram na hora.

Segundo relatos da namorado de uma das vítimas à Polícia Militar (PM),  o piloto estava fazendo uma crobacia antes do acidente. “Em um momento, o avião subiu e começou a descer em parafuso. O piloto não conseguiu subir novamente e caiu”, disse o sargento da PM Valdivino Ribeiro de Freitas.

Na queda, a aeronave atingiu uma plantação de bambu que fica às margens GO-338.

Antes do acidente, Erik Teixeira Rigonato e Guilherme Lima de Sousa tiraram uma foto dentro do avião e publicaram em uma rede social.

A imagem foi compartilhada pelo prefeito de Caldas Novas, Evandro Magal, que escreveu uma mensagem de luto. “Que Deus que os receba de braços abertos e console suas famílias”, escreveu ele. O prefeito também decretou três dias de luto pela morte dos dois jovens.

Na manhã desta segunda-feira (21/09), de acordo com o IML de Anápolis, o corpo de Guilherme Lima já havia sido retirado pela família dele. O IML aguarda a família de Erik Rigonato para a retirada do corpo.

O Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) informou que uma equipe está a caminho do local da queda para investigar o que causou a queda.