Economia goiana

PIB goiano cresce 1,8% em 2014 e supera o nacional

Os dados são do Instituto Mauro Borges (IMB), da Segplan





//

O Produto Interno Bruto (PIB) de Goiás cresceu 1,8% em 2014, de acordo com dados consolidados em abril pelo Instituto Mauro Borges (IMB), da Secretaria de Gestão e Planejamento. Os dados foram publicados nesta terça-feira pela coluna Giro, do jornal O Popular.

O PIB goiano se mostra robusto quando comparado ao avanço do PIB nacional, que foi de apenas 0,1% no ano passado.

O comércio goiano cresceu 1,4%, abaixo da média nacional (2,2%), algo que não acontecia desde 2009. O setor industrial registrou crescimento de 1,9%, o menor porcentual dos últimos cinco anos, ajudado pela construção civil e por obras públicas.

A agricultura sofreu redução de 2,1% em 2014. “O IMB prevê “muitas incertezas” em 2015, com possibilidade do PIB goiano não crescer, por conta do pessimismo no setor privado, da instabilidade política no País e do menor volume de investimentos públicos”, diz o texto do jornal.

Nos últimos três anos, Goiás obteve números expressivos e acima da média nacional tanto na geração de empregos como na atividade industrial. Na semana passada, o governador Marconi Perillo afirmou que uma das saídas para a crise econômica é investir no agronegócio goiano.

Mesmo diante do cenário atual da economia brasileira, Goiás deve crescer 3% ao longo dos próximos anos. A previsão foi feita nesta quarta-feira pelo economista chefe do Banco Itaú, Ilan Goldfajn, durante palestra promovida pela Federação das Indústrias do Estado de Goiás (Fieg) e do Grupo de Líderes Empresariais (Lide-Goiás), no mês passado.

Tópicos