Operação Sudoeste

Operação combate sonegação de ICMS em Jataí e Goiânia

São cumpridos quatro mandados de busca e apreensão em supermercados e empresa de agropecuária. Juntas, a dívida chega a R$ 350 milhões


Joao Paulo Alexandre
Do Mais Goiás | Em: 07/11/2018 às 11:23:46

Estabelecimentos forma alvos de operação na manhã nesta quarta-ferira (7) (Foto: DIvulgação/PGE)
Estabelecimentos forma alvos de operação na manhã nesta quarta-ferira (7) (Foto: DIvulgação/PGE)

Foi deflagrada na manhã desta quarta-feira (7) a Operação Sudoeste com o objetivo de investigar fraudes para a sonegação do Imposto Sobre Circulação e Serviço (ICMS) de empresas ao Governo do Estado. A ação é realizada pelo Comitê Interestadual de Recuperação de Ativos do Estado de Goiás (Cira), composto pela Procuradoria do Estado, Polícia Civil (PC), Secretária da Fazenda (Sefaz) e Ministério Público Estadual (MPGO).

Estão sendo cumpridos quatro mandados de busca e apreensão em supermercados e uma suposta empresa agropecuária nas cidades de Jataí e Goiânia. Segundo a Procuradoria do Estado, os alvos compõem um grupo econômico que deve a Goiás mais de R$ 350 milhões de ICMS e multas.

Além disso, os sócios dessas empresas também respondem por diversas ações penais pelo mesmo crime. Há investigações também sobre sucessão irregular de empresas e ocultação de patrimônio em nome de terceiros. O Cira tem como objetivo de tornar patente o eventual patrimônio ainda não identificado, possível caixa 2 e outros elementos relacionados ao esquema de sonegação.

Assim como os mandados de busca e apreensão, foi determinado pelo juiz da Vara da Fazenda Pública de Jataí, a indisponibilidade dos patrimônios das empresas, sócios e de terceiros envolvidos, estimado em R$ 10 milhões. Participam da operação quatro delegados, 15 agentes da polícia, três escrivães, quatro procuradores do estado, sete auditores da Sefaz e um promotor de Justiça.