Estadao Conteúdo

Pfizer confirma que EUA vão comprar 500 mi de doses de vacinas para doação

Vacinas serão vendidas a preço de custo e 200 mi de doses já devem ser entregues a partir de agosto

Vacina contra covid-19 (Foto: reprodução/Pfizer Brasil)
Comunicado diz que esse é considerado um potencial efeito adverso dessas vacinas (Foto: reprodução/Pfizer Brasil)

A Pfizer confirmou nesta madrugada de quinta-feira (10) que os Estados Unidos vão comprar 500 milhões de doses da vacina contra a Covid-19 desenvolvida pela farmacêutica em parceria com a BioNTech para doação a outros países. A informação foi adiantada na última quarta-feira (9) pela imprensa americana e deve ser confirmada ainda nesta quinta pelo presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, em discurso antes do início da cúpula do G7.

De acordo com o comunicado publicado pela Pfizer, essas vacinas serão vendidas a preço de custo, sendo 200 milhões de doses entregues a partir de agosto de 2021 e 300 milhões no primeiro semestre de 2022. Os EUA devem distribuí-las ao mundo por meio do mecanismo Covax Facility, consórcio criado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para diminuir a desigualdade no acesso a imunizantes contra o novo coronavírus.

“Nossa parceria com o governo dos EUA ajudará a levar centenas de milhões de doses de nossa vacina aos países mais pobres do mundo o mais rápido possível”, diz o CEO da Pfizer, Albert Bourla, na nota. “A covid-10 impactou a todos, em todos os lugares, e para vencer a batalha contra esta pandemia, devemos garantir o acesso rápido às vacinas para todos”, acrescenta.