Laylla Alves
Do Mais Goiás

PF recupera R$ 800 mil em operação contra fraudes no auxílio emergencial em Goiás

Ação percorreu 12 estados

PF recupera R$ 800 mil em operação contra fraudes no auxílio emergencial em Goiás
PF recupera R$ 800 mil em operação contra fraudes no auxílio emergencial em Goiás (Foto: Divulgação/ Polícia Federal)

A Polícia Federal (PF) deflagrou, nesta quarta-feira (31), uma operação para combater fraudes no Auxílio Emergencial em 12 Estados. Durante a ação, os policiais recuperaram R$ 800 mil em Goiás.

No total, 12 pessoas foram presas, foram cumpridos 77 mandados de busca e apreensão e sequestro de bens, além de nove medidas de suspensão do exercício da função pública. Três prisões aconteceram em Goiás; uma no Mato Grosso; três em Minas Gerais; três em São Paulo; uma no Rio de Janeiro; e uma no Pará.

Ao Mais Goiás, a polícia informou que a operação “Et Caterva” teve como objetivo desarticular uma organização criminosa especializada em aplicar fraudes no benefício Auxílio Emergencial e em precatórios judiciais (que é o reconhecimento de uma dívida judicial do governo – municipal, estadual ou federal – por meio de um documento, que é assinado pelo Presidente do Tribunal onde o processo correu). As ações resultaram no levantamento ilegal de mais de R$ 13 milhões em documentos, além de mais de R$ 2.700 milhões em tentativas de saques em várias regiões do país.

Esquema

A investigação apontou que a organização criminosa atraía servidores de instituições bancárias, que forneciam informações sobre os documentos à disposição para o saque. Também foi constatada a participação de um servidor do Tribunal Regional Eleitoral do Mato Grosso. “O grupo investigado é composto por um número significativo de pessoas, dentre elas advogados e funcionários públicos”, informou a PF.

Os policiais descobriram, ainda, que o esquema criminoso criava documentos falsos, os quais eram forjados com os dados dos beneficiários dos precatórios e as fotografias dos estelionatários, que iam ao banco para realizar os saques. Depois disso, o dinheiro era depositado em diversas contas, com o intuito dos suspeitos não serem descobertos.

Início

Em razão da pandemia, em 2020, houve a interrupção temporária dos pagamentos dos documentos judiciais. Foi quando a organização criminosa passou a cometer fraudes nas parcelas do Auxílio Emergencial. Foram efetuados aproximadamente 1.570 saques do benefício entre os meses de abril de 2020 e março de 2021, o que resultou em prejuízo superior a R$ 1.300 milhões.

A operação contou com a participação de cerca de 300 policiais federais e da Caixa Econômica Federal. O nome Et Caterva é uma expressão em latim, utilizada de forma pejorativa, que denota a ideia de um grupo de comparsas. Este foi utilizado visto que a investigação identificou um grupo de pessoas que se uniram no propósito de cometer os delitos.

PF recupera R$ 800 mil em operação contra fraudes no auxílio emergencial em Goiás (Foto: Divulgação/ Polícia Federal)

Mala apreendida em Goiás (Foto: Divulgação/ Polícia Federal)

PF recupera R$ 800 mil em operação contra fraudes no auxílio emergencial em Goiás

PF recupera R$ 800 mil em operação contra fraudes no auxílio emergencial em Goiás (Foto: Divulgação/ Polícia Federal)