Ciência

Pesquisadores da UFG produzem reanimador automático para combate à covid-19

Protótipo é parte de um projeto que reúne 11 universidades para produzir equipamentos que contribuem no combate à Covid-19


Larissa Feitosa
Do Mais Goiás | Em: 08/10/2020 às 12:43:20

Reanimador automatizado produzido pela Universidade Federal de Goiás (Foto: Kharen Stecca / Reprodução Secom UFG)
Reanimador automatizado produzido pela Universidade Federal de Goiás (Foto: Kharen Stecca / Reprodução Secom UFG)

Um modelo de reanimador automático foi apresentado esta semana por pesquisadores Universidade Federal de Goiás (UFG). O equipamento, por ser automatizado, facilitaria o trabalho das equipes médicas no combate à covid-19 ao estabilizar a respiração de pacientes sem depender de um operador. Custo da criação é menor que o da máquina convencional.

O protótipo é parte de uma iniciativa de mais de 40 pesquisadores de 12 universidades brasileiras para oferecer produtos de fabricação rápida a fim de combater os efeitos da pandemia do covid-19. Segundo a UFG, o reanimador está sendo avaliado e nos próximos meses deverá ser testado em hospitais universitários de todo país.

A Universidade explica que o equipamento é vantajoso no combate à covid-19, já que não é raro que equipes de profissionais se revezem por horas no manuseio de um reanimador. “O nível de fadiga do profissional é altíssimo, além de se colocar em risco de contágio por ficar muito próximo ao paciente durante a manobra”, explica.

O custo estimado para o reanimador gira em torno de R$ 2,5 mil. Segundo informações, isso acontece porque o aparelho pode ser fabricado com materiais de fácil acesso e não precisam treinamento complexo para serem produzidos por empresas locais.

O projeto já desenvolveu outros produtos além do reanimador com o intuito de colaborar com o combate à pandemia de covid-19, como protetores faciais, cabines de desinfecção, e máscaras.

Confira um vídeo do reanimador automatizado: