"Pesque e solte"

Pesca esportiva é liberada durante piracema em Goiás

Segundo a Semad, pesca oferece impactos mínimos à reprodução dos peixes já que há a prática de “pesque e solte”


Da Redação
Do Mais Goiás | Em: 15/11/2019 às 13:06:48

A pesca esportiva na modalidade pesque e solte, durante o período de reprodução dos peixes, conhecido como piracema, foi autorizada em Goiás. (Foto: Reprodução/Internet)
A pesca esportiva na modalidade pesque e solte, durante o período de reprodução dos peixes, conhecido como piracema, foi autorizada em Goiás. (Foto: Reprodução/Internet)

A pesca esportiva foi liberada em Goiás, nesta quinta-feira (14). Agora, durante o período de reprodução dos peixes, conhecido como piracema, a prática na modalidade pesque e solte fica autorizada em todo o Estado. As informações são da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad).

Para oficializar a liberação, a Pasta publicou, nesta terça (14), a Instrução Normativa nº10/2019, que altera a regulamentação da pesca esportiva. O documento revogou a proibição publicada em abril desde ano.

Segundo a titular da secretária, Andréa Vulcanis, o texto anterior previa a proibição total da pesca, inclusive da atividade esportiva pesque e solte. Conforme análise técnica da Semad, no entanto, a prática tem caráter sustentável e agregador à economia de Goiás.

Além disso, conforme Andréa, a pesca esportiva oferece impactos mínimos ao ambiente de reprodução dos peixes, uma vez que caracteriza pelo que é conhecido como “pesque e solte”, não tendo, assim, prejuízos ao meio ambiente.

A secretária ressalta, porém, que seguem proibidas quaisquer atividades de pesca amadora, subaquática, ornamental e artesanal, exceto, neste último caso, para subsistência de ribeirinhos, indígenas e comunidades tradicionais quilombola.

“Também segue proibido qualquer tipo de transporte de peixes e consumo de peixes pescados, dentro do estabelecido pela legislação de cota zero em Goiás no período da piracema”, salienta.