Do Mais Goiás

Perillo afirma que Iris não fez o que deveria ter feito pela Segurança Pública

Durante a sabatina, o tucano apresentou políticas públicas de seu governo voltadas para a juventude, respondeu questionamentos de cinco representantes do público e rebateu criticas da oposição.

//
//

Na noite desta sexta-feira (29/8) o governador e candidato à reeleição Marconi Perillo (PSDB) participou de encontro com 2 mil jovens estudantes na Região Noroeste de Goiânia. 

Durante a sabatina, o tucano apresentou políticas públicas de seu governo voltadas para a juventude, respondeu questionamentos de cinco  representantes do público e rebateu criticas da oposição.

“Vamos sempre ouvir suas reivindicações e promover uma política participativa. O jovem não aceita estar apenas ‘do outro lado’. Ele quer ser protagonista e é por isso que estamos aqui”, disse o governador abrindo o evento.

Durante o todo o bate-papo – realizado em uma espécie de arena – Marconi falou sobre investimentos que realizou em todas as áreas nos seus governos.  Quando o assunto foi seguranção pública, Marconi Perillo voltou a criticar os adversários que têm usado o assunto de forma demagógica.

“Temos ouvido por aí promessas mirabolantes, como a de dobrar o efetivo da Polícia Militar logo nas primeiras semanas de mandato. Mas quem diz isso já foi governador de Goiás e não fez o que devia ter feito, uma vez que o armamento e as viaturas eram da pior qualidade possível e os profissionais eram desvalorizados, trabalhavam sem nenhuma motivação”, disse ele, se referindo ao candidato ao governo pelo PMDB, Iris Rezende. “Estamos firmes na luta para reduzir a criminalidade. Muito foi feito e ainda vamos fazer muito mais. Nós, sim, sabemos como resolver os problemas”, garantiu.

Os estudantes também o questionaram sobre investimentos na segurança pública do Estado. Marconi explicou que, entre outras ações, ampliou os efetivos das Polícias Civil e Militar e que disponibilizou recursos para modernização e compra de novos equipamentos, além de investimentos em serviços de inteligência, de tecnologia de informação e em investigação.  O governador aproveitou o encontro para, mais uma vez, cobrar maior participação do governo federal no combate ao crime. “A responsabilidade é de todos nós. Os estados precisam do apoio da União”, reiterou.

A saúde em Goiás também foi um dos assuntos debatidos no encontro com a juventude. A gestão dos hospitais estaduais pelas Organizações Sociais (OSs) foi bastante elogiada pelos estudantes. Marconi citou a construção do novo Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo 2), que vai atender a região Noroeste, onde foi realizado o debate com os jovens. “É o melhor hospital deste Estado”, assegurou.

O governador ainda afirmou que não faltam políticas públicas para a saúde pública em Goiás. “Posso andar de cabeça erguida porque qualquer pessoa que entra em uma unidade que está sob nossa responsabilidade, é bem atendida”, pontuou.

Marconi também foi questionado se, caso reeleito, daria continuidade aos programas sociais direcionados aos estudantes, como “Bolsa Universitária” e “Passe Livre Estudantil”. O governador afirmou que as duas iniciativas serão mantidas e ampliadas.

“Foram programas criados em meu governo e elas terão total apoio caso seja eleito novamente”, comprometeu-se o governador que, recentemente, condenou adversários que afirmaram que poderiam extinguir tais projetos caso conseguissem vencer Marconi nas urnas.

“O passe livre faz uma diferença enorme no orçamento das famílias goianas. Estas conquistas, assim como o subsídio que concedemos às passagens do Eixo Anhanguera, são para sempre”, enfatizou o governador.