Pensão para vítimas do césio 137 deve passar por reajuste

Texto segue para primeira votação no plenário da Assembleia Legislativa

Pensão das vítimas do césio 137 em Goiânia poderá ser reajustada
Pensão das vítimas do césio 137 em Goiânia poderá ser reajustada (Foto: divulgação)

No retorno às atividades na Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), a Comissão de Tributação, Finanças e Orçamento aprovou na quarta-feira (4), o relatório do deputado Álvaro Guimarães (DEM) à matéria de nº 1638/19, que reajusta os valores das pensões especiais vitalícias das vítimas do acidente com o césio-137O percentual de reajuste não está definido no texto.

A tragédia radiológica aconteceu em Goiânia em 1987, e, o benefício foi concedido pela lei 10.997, dois anos após o acidente. O texto segue, agora, para primeira votação no plenário.

Assinado pelo deputado Major Araújo (PSL), texto recebeu parecer pela aprovação, desde que adotadas as emendas incorporadas à matéria.

“O reajuste se justifica, na medida em que esses valores sofreram significativas perdas em decorrência da inflação, provocando grande impacto no poder aquisitivo dos pensionistas, levando em consideração que essas pensões são equivalentes ao salário mínimo vigente no País e que, no mês de janeiro, esse salário foi reajustado para 998,00”, esclarece a redação da propositura.

Essa foi a primeira reunião híbrida do segundo semestre para deliberar e distribuir matérias. Durante o encontro, o presidente do colegiado, deputado Thiago Albernaz (Solidariedade), distribuiu oito proposições para relatoria e colocou dois projetos em votação.