Venda suspensa

Pelo de rato leva Anvisa a proibir venda de lote do extrato de tomate Bonare

A empresa afirmou estar ciente da resolução e que se posicionaria por meio de uma nota.





//

Resolução da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) proíbe a distribuição e a comercialização do lote 29 H1 (Val.: 05/2016) do produto extrato de tomate da marca Bonare, fabricado por Goiás Verde Alimentos. A venda desse lote já havia sido interditada provisoriamente pela Anvisa em dezembro de 2014.

Laudo da Fundação Ezequiel Dias apresentou resultado insatisfatório na análise de matéria estranha no produto devido à presença de fragmentos de pelo de roedor, matéria estranha, indicativa de risco à saúde.

A Agência Brasil entrou em contato com a Goiás Verde Alimentos Ltda. e aguarda um posicionamento da empresa. Quando o lote foi interditado provisoriamente, a a Goiás Verde Alimentos informou que vai se posicionar perante a Vigilância Sanitária e que nenhuma informação seria repassada à imprensa naquele momento.