Esquerda

PCdoB discute possibilidade de ter cabeça de chapa em Goiânia

Partido não descarta composição com outra sigla, como o PT, mas foco deve ser fazer dois vereadores


Francisco Costa
Do Mais Goiás | Em: 27/01/2020 às 18:27:12

Paço municipal de Goiânia (Foto: Reprodução)
Paço municipal de Goiânia (Foto: Reprodução)

A diretoria estadual do PCdoB esteve reunida na última sexta-feira (24) para tratar dos rumos do partido no próximo pleito. A discussão ainda está em fase embrionária, mas existe a perspectiva da legenda ter cabeça de chapa em Goiânia e outras cidades. “Temos conversado com várias lideranças do partido, que podem sair candidatos”, revela Isaura Lemos, a presidente legenda no Estado.

Ela cita alguns nomes: professor Railton Nascimento Souza, presidente do Sindicato dos Professores de Estado Goiás (Sinpro); o professor Nivaldo Santos, presidente do PCdoB metropolitano; a própria Tatiana Lemos, única vereadora de Goiânia pelo legenda.

Apesar disso, Isaura não nega a possibilidade de uma composição de chapa, com o PCdoB na vice. “Temos proximidade grande com a deputada Adriana Accorsi [pré-candidata do PT]”, explica. “Então, ainda temos várias possibilidades, com candidatos próprios, ou coligando com partidos que tenhamos identidade.”

Porém, mesmo com essa possibilidade, o foco principal da legenda deve ser a Câmara Municipal. “Estamos com 50 nomes”, afirmou Isaura, ao ressaltar o resultado da reunião da última sexta-feira. “Nossa proposta é fazer dois vereadores.”

Vale destacar que, apesar de Tatiana Lemos também ser citada nas discussões para pré-candidata à Prefeitura da capital, ela também pode ser o principal nome para a Casa de Leis.

Interior

Segundo Isaura, pelo interior alguns municípios podem ter cabeças de chapa pelo PCdoB. Ela cita Águas Lindas e Santo Antônio de Goiás como cidades que devem ter nomes na disputa.

Além disso, “o ex-Secretário de Saúde de Valparaíso de Goiás, Walter de Mattos, também pode ser candidato”, diz Isaura. Ela explica, também, que existem conversas nesse sentido em torno do vereador de Aparecida de Goiânia, William Panda. “Estamos discutindo, mas a chance maior é que ele continue vereador. Ainda estamos em fase de discussão”, resume o futuro do PCdoB.