Pleito

Partidos aliados ao prefeito Iris devem lançar candidatos

MDB não vai tentar impor candidatura única, segundo deputado estadual Bruno Peixoto

Política

Francisco Costa
Do Mais Goiás | Em: 14/02/2020 às 15:03:44

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

Na capital goiana, Iris Rezende, do MDB, é o prefeito. A sigla, que mantém maioria de apoio na Câmara de Goiânia, não irá tentar impor candidatura única à chapa majoritária neste ano, segundo explica o deputado estadual Bruno Peixoto, emedebista e líder do governo na Assembleia Legislativa (Alego). “A base não vai ter um candidato. Busca unir, mas não impõe.”

Inclusive, em Goiânia, uma série de nomes tem se colocado à disposição com pré-candidatos à prefeitura da cidade. Das legendas da base do prefeito – MDB, Patriota, Podemos, DEM, DC, PV, Solidariedade, PTN, PDT, PRTB –, Paulinho Graus (PDT) e Felisberto Tavares (PRTB), por exemplo, são alguns que já assumiram pré-candidatura.

As múltiplas disputas se justificam, pois será o primeiro pleito sem coligação. Desta forma, boa parte dos partidos deve lançar chapa majoritária, seja para uma tentativa real de segundo turno, para impulsionar os postulantes à Câmara de Goiânia ou até mesmo de olho em 2022.

“Vários suplentes e vereadores da capital têm me procurado e buscado orientação nesse sentido”, destaca Bruno. “Estou pedindo a todos paciência e nós próximos dias vamos orientá-los de acordo com os partidos da base, números de votos…” A expectativa, segundo o emedebista, é eleger o maior número de vereadores da base atual.

Estado

Peixoto também comentou acerca do MDB frente ao Governo Estadual. Segundo ele, que admite articular mais como membro da base do governador do que emedebista, a sigla tem feito uma oposição destrutiva. “Temos que contribuir com ideias, pois queremos o melhor para o Estado”, apontou.

Questionado se, ao falar da legenda, ele citava o presidente estadual e ex-governadoriável Daniel Vilela, Bruno foi evasivo. “Faço referência a integrantes do partido.”

Na Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), além de Bruno, fazem parte do MDB: os deputados Paulo Cezar, Humberto Aidar e Henrique Arantes. Os dois primeiros têm votado em consonância com o Governo Estadual.

Henrique, por sua vez, tem assumido postura mais crítica. O Mais Goiás tentou entrar em contato com o parlamentar, mas não obteve retorno.