Amanda Sales
Do Mais Goiás

Parte da Avenida São Paulo será liberada nesta terça-feira, no sentido Serrinha

Via foi fechada para a construção de um viaduto entre a Avenida São Paulo, a Avenida Rudá e a Rua Tapajós, na Via Brasília, em Aparecida de Goiânia

O trecho da Avenida São Paulo, na Vila Brasília, em Aparecida de Goiânia vai ter a pista liberada no sentido Serrinha/4ª Radial nesta terça-feira (12), a partir das 19 horas. A via foi fechada para a construção de um viaduto entre a Avenida São Paulo, a Avenida Rudá e a Rua Tapajós.

A obra teve início no dia 22 de março e desde então parte da via estava interditada. Conforme a prefeitura, o trecho no sentido contrário, 4ª Radial/Serrinha , vai ser interditado ainda esta semana, contudo, os dois lados da avenida não vão ser fechados totalmente.

Ainda segundo a Prefeitura, o Viaduto João Antônio Borges custará R$ 13,1 milhões e conta com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). O projeto foi aprovado em 2014 e tem o objetivo de liberar, nos dois sentidos, o tráfego da Avenida São Paulo. A previsão de término da obra é para novembro.

A obra

O projeto previsto para a região é semelhante ao do Viaduto da Praça do Ratinho, no cruzamento das Avenidas 85, D e Rua 87 entre os setores Marista, Oeste e Sul de Goiânia. Para quem segue da capital para Aparecida e passa pela rótula do Centro de Distribuição dos Correios, o novo viaduto vai estar na metade do trecho.

O secretário de infraestrutura e obras do município, Mário Vilela explica que uma trincheira (que vai formar o túnel) de 500 metros vai ser escavada na Avenida São Paulo. Já no cruzamento entre a Avenida Rudá e a Rua Tapajós, vai ser construída uma travessia de concreto armado.

Para possibilitar o rebaixamento da via o canteiro central da Avenida São Paulo (que vai passar por baixo do cruzamento entre a Avenida Rudá e a Rua Tapajós) deixará de existir uma quadra acima e abaixo do cruzamento. A superintendência de obras da Prefeitura informou que o projeto prevê novo paisagismo e novas árvores devem ser plantadas no local.

Outra mudança necessária para o início das perfurações no solo é a diminuição da largura das calçadas da via no trecho entre a Avenida Rudá e a 4ª Radial. A alteração permitirá a implantação das vias de acesso.

Mário esclarece que o projeto vai trazer melhorias diretas para o tráfego da região. “A finalidade é desafogar o trânsito bastante intenso que tem na região. Nós temos uma circulação de mais de 20 mil carros por dia. É uma saída que dá para a região sul e sudeste do país. Além de ser uma rota para quem transita entre Goiânia e Aparecida“, argumenta o secretário.