Parque Mutirama

Parque Mutirama tem data de reabertura adiada para final de abril

O cronograma inicial apontava a reabertura em março. O coordenador da obra explicou tudo está sendo feito de forma criteriosa para não ter mais erros


Kayque Juliano
Do Mais Goiás | Em: 03/04/2018 às 11:41:04

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

O Parque Mutirama, que está interditado desde julho de 2017 quando um acidente em um brinquedo acabou deixando 11 pessoas feridas, tinha previsão para ser reaberto no final de março após a realização de obras de restruturação e a elaboração dos laudos técnicos dos brinquedos, mas o serviço ainda não foi concluído. O coordenador da reforma Frank Fraga explicou que problemas pontuais causaram o atraso da reabertura do parque, que agora está prevista para ocorrer no final do mês de abril.

Segundo o coordenador da obra, a primeira dificuldade foi a demora em ter o parque à disposição para o início dos trabalhos, já que após a interdição, o parque passou por perícias pela Polícia  Civil e Ministério Público de Goiás (MP-GO) para o andamento das investigações.

Em seguida foi definido quais seriam os procedimentos corretos para a reforma do local, já que se trata de um trabalho singular de um parque público, que não é muito comum no país. Após traçarem os procedimentos, a empresa Belle Engenharia, do Rio Grande do Sul, foi contratada para a realização dos laudos que apontam as adequações necessárias. Até o momento, 14 documentos foram entregues. De acordo com o coordenador da reforma, a previsão é que no final desta semana o restante dos laudos sejam entregues.

“É importante ressaltar que o trabalho da empresa contratada é demorado por ser um trabalho criterioso, para que se evite qualquer erro futuro. A empresa é responsável por apontar as adequações, é ela que nos certifica junto ao Conselho de Engenharia a autorização de funcionamento”, conta Frank.

Após o início dos reparos, outros problemas pontuais foram enfrentados, como a compra de alguns materiais para reparos, que não são fabricados no Brasil e por isso houve demora para receber os produtos, explica o coordenador. A linha do “trenzinho”, por exemplo, só tem um fornecedor na Itália e a proteção externa do carrinho bate-bate também.

O coordenador também reforçou que, além das adequações, estão sendo feitos reparos em problemas crônicos do local, como a instalação de para-raios, do sistema de aterramento e a modernização do sistema de bilheterias, que agora será informatizado para evitar fraudes.

 

“Nós queremos oferecer um parque de forma satisfatória para a população durante as férias de Julho, que é o mês em que o local mais recebe visitações. O Mutirama agora contará com novidades como brinquedos virtuais, que é uma realidade dos parques de Orlando. No final do ano estamos programando a festa do natal com a implantação da pista de gelo. Tudo está sendo da forma mais transparente possível para que não fique dúvidas para a população. Nossa prioridade é não errar mais”, conta Frank.

Manutenção

Para que os problemas técnicos com os brinquedos sejam evitados, o coordenador contou que algumas protocolos de manutenção estão sendo estabelecidos para garantir a segurança dos usuários e a qualidade do parque. Após a reabertura, o parque passará por manutenção preditiva, ou seja, o acompanhamento periódico dos brinquedos para verificar a possibilidade de falhas, reparando desgastes ou falhas nos equipamentos.