FolhaPress

‘Para sempre o amor da minha vida’, diz Thales Bretas sobre Paulo Gustavo

Os filhos do casal ainda estão absorvendo toda a situação que aconteceu nos últimos dias

Thales Bretas 'Para sempre o amor da minha vida', diz Thales Bretas sobre Paulo Gustavo
Thales Bretas disse que tomará medidas cabíveis contra "jornalistas irresponsáveis" (Foto: Reprodução/TV Globo)

O médico Thales Bretas, viúvo do ator Paulo Gustavo, deu entrevista ao Fantástico deste domingo (9), onde falou de sua vida ao lado do humorista. Paulo Gustavo morreu na terça-feira (4), aos 42 anos, em decorrência de complicações da Covid.

“A ficha está caindo aos poucos. Ele vai ser para sempre o amor da minha vida”, disse o médico. Ainda para Bretas, Paulo foi uma das pessoas mais íntegras e generosas que conheceu em toda sua vida.

Durante a entrevista, o médico de Belo Horizonte também falou sobre como conheceu e se casou com o humorista. Perguntado se tinham noção de que o casamento dos dois iria se tornar um símbolo de representatividade, de luta contra o preconceito, Thales Bretas confirmou que imaginava isso.

“Em Belo Horizonte eu sofria muito. Tinha a necessidade de mostrar isso, que a gente pode ser aceito e ser amado como a gente é se a gente se impuser. E, naquele momento, eu imaginei que era um passo muito importante, porque o casamento gay tinha pouco tempo no Brasil”, disse o médico.

Os filhos do casal ainda estão absorvendo toda a situação que aconteceu nos últimos dias, segundo Bretas.

“Eles sempre pedem para ver papai Paulo. Durante um tempo no hospital, eu falava ‘papai Tatá [de Thales] vai no hospital porque papai Paulo tá dodói’. Tento explicar, quando consigo, que o papai Paulo não tá mais dodói e virou uma estrelinha que está olhando lá de cima pra gente”, disse.

Thales Bretas ainda falou que Paulo Gustavo manteve o bom humor enquanto esteve internado, sempre brincando quando precisava passar por algum procedimento ou quando falava com ele. “Ele falava ‘Não vai levar ninguém lá para casa, Thales!’”, disse o médico.

No início do Fantástico, a mãe do humorista também deu uma entrevista, onde falou sobre como como foi ter Paulo como filho e a sua perda. “Eu quero agradecer o povo brasileiro todo esse apoio que eles me deram, de oração o tempo todo. Eu não sabia o tamanho que meu filho representava. Ele passou que nem um cometa pela vida”, disse Déa Lúcia.

Ela ainda mostrou força diante da morte do filho, apesar das circunstâncias. “A morte é uma coisa certa na vida da gente. A gente só espera que uma mãe vá na frente, porque é muito duro”, disse.

O corpo do ator foi cremado em cerimônia restrita na tarde desta quinta-feira (6), no Cemitério e Crematório Alto da Colina, em Niterói, no Rio de Janeiro.

‘Eu não sabia o tamanho que meu filho representava’, diz mãe de Paulo Gustavo; assista