Protesto

Para PT, ‘panelaço’ durante fala na TV de Dilma fracassou

Ontem, algumas cidades tiveram atos, com gritos e buzinas. Partido vê indícios de 'financiamento' da oposição.





//

O panelaço contra o pronunciamento da presidente Dilma Rousseff, na noite desse domingo (8/3), “fracassou em seu objetivo”, disseram o secretário nacional de Comunicação do PT, José Américo Dias, e o vice-presidente do partido, Alberto Cantalice, em entrevista publicada no site oficial da sigla nesta manhã de segunda-feira (9/3).

Segundo a entrevista, a comprovação do curto alcance do protesto veio pelas próprias redes. “Foi um movimento restrito que não se ampliou como queriam seus organizadores”, avaliou José Américo. Além disso, o secretário afirmou que a ação indica a “presença e o financiamento de partidos de oposição”. Já Cantalice falou em “golpe”.  “Existe uma orquestração com viés golpista que parte principalmente dos setores da burguesia e da classe média alta”, afirmou o petista.

Com ou sem sucesso do panelaço, o pronunciamento de Dilma ocorreu ao mesmo tempo em que várias pessoas protestavam dentro de casa ou na rua. Em Goiânia, os principais focos de insatisfação foram registrados nos setores Bueno, Oeste, Alto da Glória, Parque Amazônia e Jardim América.

Durante o discurso de Dilma em cadeia nacional de rádio e TV,  ela admitiu dificuldades econômicas no país e pediu paciência aos brasileiros. Vídeos mostraram pessoas buzinando, batendo panelas, vaiando, xingando a presidente e acendendo e apagando as luzes das casas.