Saúde

Para atingir meta, Goiânia realiza segundo dia ‘D’ contra gripe neste sábado

Mobilização quer alcançar cerca de vinte mil crianças de seis meses a quatro anos de idade e quase quatro mil gestantes


Karla Araujo

Do Mais Goiás | Em: 02/06/2017 às 15:05:58


Ação será realizada durante todo o mês. (Foto: Divulgação)
Ação será realizada durante todo o mês. (Foto: Divulgação)

Quem faz parte dos grupos prioritários e não se vacinou contra influenza pode procurar um dos 18 postos de vacinação da Prefeitura de Goiânia neste sábado (3). Com o segundo dia “D” de mobilização da campanha contra a gripe, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) da Capital quer alcançar cerca de vinte mil crianças e quase quatro mil gestantes que ainda não se imunizaram. As salas de vacinas funcionarão das 8 às 17 horas.

Entre todos os grupos considerados de risco para receber uma dose da vacina, o de crianças de seis meses a quatro anos de idade é o que apresenta a menor cobertura. De uma população total de quase 66 mil meninos e meninas nesta faixa etária em Goiânia, trinta mil ainda não foram imunizados. A meta é que até sexta-feira (9) data de encerramento da campanha, cerca de vinte mil pequenos sejam vacinados.

Com a aproximação do inverno, a queda na temperatura e o tempo seco contribuem para o aumento dos casos de doenças respiratórias, entre elas a gripe. ‘O nosso pedido é que se você conhece ou é responsável por uma criança de seis meses a quatro anos de idade não deixe de levá-la para se vacinar contra a influenza’, reforça o superintendente de Vigilância em Saúde da SMS, Robson Azevedo.

Das quase 18 mil gestantes goianienses, 11 mil já se vacinaram. Para atingir, no mínimo, 90% desta população até o fim da campanha, cerca de quatro mil mulheres devem procurar um dos postos de saúde do município. ‘O período de vacinação contra a gripe foi prorrogado para que mais pessoas se imunizem e se protejam contra a doença’, explica Azevedo. Durante a semana, a população deve procurar uma das 87 salas de vacinas espalhadas por todas as regiões de Goiânia.

Para as pessoas dos grupos prioritários que deixaram para última hora e moram na região Norte da Capital, no sábado (3) uma sala de vacina realizará atendimento durante o 1º Mutirão da Prefeitura da Capital, no Parque das Flores. A população de risco deve procurar o consultório móvel da Saúde para se imunizar. Além de proteção para a gripe, outras doses também estarão disponíveis no local, como a de febre amarela e hepatite. É importante levar o cartão de vacinação para que os profissionais avaliem durante o evento.

Números

O grupo dos idosos e dos doentes crônicos já atingiram 100% da meta estabelecida pelo Ministério da Saúde em Goiânia. Apesar da cobertura entre trabalhadores da saúde e mulheres que deram à luz recentemente ainda não ter alcançado os valores estimados para a campanha, a quantidade de pessoas destas populações que faltam ser vacinadas é baixa. Se mais 290, das 2.832 mães goianienses que estão no período pós parto procurarem um posto de vacinação, 90% deste público estará protegido contra gripe.

Como 2017 foi o primeiro ano que a campanha foi aberta para os professores e profissionais da educação, não há estimativas do quantitativo de pessoas deste público. Em Goiânia, 14.162 doses já foram administradas para esta população. Quem faz parte deste grupo deve apresentar um documento que comprove vínculo empregatício na área.