Para Adriana Accorsi, anúncio de aposentadoria de Iris é “encenação”

Pré-candidata do PT diz que só acredita na decisão do prefeito de não disputar eleição após as convenções

Accorsi diz que sempre soube que as decisões contra Lula seriam anuladas
Accorsi diz que sempre soube que as decisões contra Lula seriam anuladas (Foto: Maykon Cardoso)

A pré-candidata a prefeita de Goiânia pelo PT, Adriana Accorsi, interpreta o anúncio de aposentadoria do prefeito Iris Rezende como “encenação”. “Eu só acredito nisso [na decisão de Iris de não ser candidato] na meia noite do último dia em que possa se registrar candidaturas. Está se repetindo toda a história da eleição de 2016. Teve carta em que ele disse que não seria candidato e acabou sendo. Sinceramente, acho que é uma encenação.  Mas é um direito dele, temos que respeitar, faz parte da democracia”, diz.

Para a pré-candidata, a gestão de Iris tem girado em torno da eleição, ou seja, da expectativa dele em participar do processo eleitoral e isso tem refletido, na avaliação de Adriana Accorsim no dia a dia da gestão municipal.

“O que discordo é que tudo na gestão atual gira em torno da eleição. Tanto é que prefeitura ficou parada, sem fazer investimentos na cidade, por três anos e somente neste ano que estão sendo feitas as obras. Por exemplo, reformar várias unidades de saúde somente neste ano, é de uma irresponsabilidade absurda”, diz.