Do Mais Goiás

Palco Virtual homenageia centenário da atriz Cacilda Becker

O projeto apresenta peças teatrais em homenagem à atriz, que completaria 100 anos em 2021

Palco Virtual Cacilda Becker
Imagem da peça "Viva Cacilda! Felicidade Guerreira!" (Foto: Divulgação/ LuisaBonin)

Entre os dias 10 e 13 de junho (quinta a domingo), o projeto Palco Virtual de teatro, do Itaú Cultural, apresenta novos formatos de produções cênicas, com destaque para a celebração do centenário da atriz Calcida Becker (1921-1969), com a peça  “Calcilda… por ela mesma!”, com leitura ao vivo de Leona Cavalli. A programação também traz “Viva Cacilda! Felicidade Guerreira!”, do Coletivo Takamakina de Teatro, com resgates e flashes da atriz.

Durante o evento, também será apresentado o premiado espetáculo “A Invenção do Nordeste”, do Grupo Carmin, que ganhou uma versão adaptada dos palcos para as telas. Durante a peça, o objetivo é desconstruir essa visão estereotipada do nordestino, que ainda permeia todo o Brasil.

O Palco Virtual é um projeto integralmente gratuito, transmitido sempre às 20h – com exceção dos domingos, que conta com transmissão às 19h. Para garantir sua vaga, é preciso reservar seu ingresso com antecedência pela plataforma Sympla, de acordo com a peça que deseja assistir.

Detalhes sobre a programação do Palco Virtual

Para abrir o evento, nesta quinta-feira (10) será apresentada a peça “Cacilda… por ela mesma”. O texto conduzido por Leona – que também assina a dramaturgia ao lado de Erikah Barbin – dá voz a uma das mais importantes atrizes do teatro brasileiro.

O espetáculo traz um recorte sobre a vida e carreira de Cacilda, a partir de trechos das entrevistas dela e de amigos que compuseram o livro Uma atriz, Cacilda Becker, de Maria Tereza Vargas e Nanci Fernandes. Por isso, a apresentação conta com as participações especiais dos atores Maurício Machado e Marco Antônio Ferraz, no papel de personagens importantes de sua vida.

Na sexta-feira (11), é a vez do espetáculo “Viva Cacilda! Felicidade Guerreira”, um monólogo interpretado pela atriz Isabella Lemos, do Coletivo Takamakina de Teatro. A peça tem como ponto de partida o texto de Zé Celso Martinez Corrêa para a montagem Cacilda! de 1998, unido ao interlúdio escrito por Lenise especialmente para esse trabalho. O resultado é um resgate da vida e obra de Cacilda e flashes de sua visão feminina na política.

No sábado (12) do Palco Virtual, é a vez da peça “Só”, do Grupo Sobrevento. Abordando questões atuais e que se contrapões à pandemia, o espetáculo fala sobre desumanização, solidão e isolamento nas grandes cidades. Cinco personagens, apresentam-se em diferentes situações, partindo sempre de objetos que, retratados exatamente como o que são, terminam por transformar-se em elementos poéticos e metafóricos.

E para fechar a programação do Palco Virtual, no domingo (13), é a vez de “A Invenção do Nordeste”, que traz um novo olhar sobre o formato atual – adaptado para o ambiente online. Obra homônima de Durval Muniz, inspirou a diretora Quitéria Kelly a desenvolver a peça, motivada por reações xenófobas durante as eleições realizadas em 2014.

Em sua peça, um diretor é contratado por uma grande produtora para selecionar um ator nordestino para interpretar um personagem nordestino. Os dois atores que participam da seleção final começam a refletir sobre sua identidade, cultura, história pessoal. Descobrem que ser e viver um personagem nordestino não é tarefa simples. Vale a pena participar!

Serviço

Palco Virtual apresenta programação da semana

Quando: 10 a 13 de junho (quinta a domingo)

Onde: Sympla Streaming/ Itaú Cultural

Horário: quinta a sábado – 20h | domingo – 19h

Acesso: gratuito

Ingressos: reservas pelo Sympla (clique aqui)

Leia também: