Tragédia

Pai salva bebê de incêndio, mas morre abraçado a outro filho, em São Paulo

Menina de um ano foi única pessoa que sobreviveu às chamas que atingiram barraco





//

Uma menina de um ano foi a única sobrevivente de um incêndio que destruiu um barraco de uma favela da zona oeste de São Paulo, nesta quarta-feira (29/07). O pai da menina conseguiu jogar a criança pela janela. Ela sofreu apenas escoriações.

Após controlarem as chamas, os bombeiros encontraram os corpos do ajudante Evandro da Silva Santos, de 23 anos, e seu outro filho, Erick Evandro Sales Rocha, de 4, abraçados sob uma telha de amianto. A mãe das crianças, que também morava no local, estava trabalhando quando o fogo o começou.

As causas do incêndio ainda são investigadas. As chamas tiveram início por volta das 10h50, em um barraco que fica na Rua Camarazal, em uma favela da região. Quando policiais militares chegarem ao local, encontraram os moradores da comunidade tentando apagar o fogo.

Acionado, o Corpo de Bombeiros demorou cerca de uma hora para combater as chamas e extinguir o incêndio. A menina, salva pelo pai, sofreu escoriações e foi levada para o pronto-socorro do Hospital Bandeirantes, na Liberdade, região central. As duas outras vítimas morreram carbonizadas.

O barraco ficou completamente destruído pelo fogo. O caso foi registrado como incêndio e morte suspeita no 51º Distrito Policial (Rio Pequeno).