Fatalidade

Pai de criança que morreu após ser atingida por tiro acidental é solto em Ipameri

O caso aconteceu nesta segunda-feira (12), depois que o irmão da vítima, um adolescente de 17 anos, disparou acidentalmente contra o rosto do garoto


Jessica Santos
Do Mais Goiás | Em: 14/08/2019 às 10:46:58

(Foto: Divulgação / PC)
(Foto: Divulgação / PC)

O pai da criança de 7 anos que morreu após ser atingida por um tiro acidental foi solto na tarde desta terça-feira (13) depois de passar por audiência de custódia em Ipameri, região Sudoeste de Goiás. Ele foi preso em flagrante na última segunda-feira (12) por posse ilegal de arma de fogo e omissão de cautela na guarda da arma. Conforme apurações da Polícia Civil (PC), o irmão do menino, o adolescente P. L. A. C., de 17 anos, teria disparado acidentalmente contra o garoto enquanto mostrava a espingarda à vítima.

Durante depoimento à corporação, o homem, de 28 anos, alegou que trabalha em uma fazenda na zona rural do município, onde vive com a família. A espingarda, conforme ressaltou ele, é do patrão e ficava no local para que o funcionário pudesse se proteger de eventuais riscos.

Segundo informações repassadas pelo delegado responsável, Diogo Ferreira, o adolescente teria encontrado a arma em cima do guarda-roupas de um dos quartos da casa. Ele decidiu pegá-la para mostrar ao irmão mais novo e ao tentar fechar a arma, ela disparou e acertou o rosto da criança. O jovem foi encaminhado à delegacia e assinou um Boletim de Ocorrência Circunstanciado (BOC)

A Polícia deve ouvir, ainda nesta semana, a mãe da criança e outras pessoas que estavam na fazenda na hora do ocorrido. “A arma já foi encaminhada para a perícia testar a funcionalidade. Esperamos o laudo cadavérico e uma série de outros exames para conseguir concluir o inquérito”, disse o delegado.