Quase três meses depois

Pai da criança que morreu após ser atingido por poste denuncia que objeto ainda não foi retirado do local

Segundo o homem, passar no local e ver o poste é um sofrimento para a família. Desempregado, ele questiona falta de assistência pela Prefeitura de Goiânia


Kayque Juliano
Do Mais Goiás | Em: 05/12/2018 às 17:16:57

Jhonatan Brito(Foto: Reprodução/ G1 Goiás)
Jhonatan Brito(Foto: Reprodução/ G1 Goiás)

Há quase três meses após a morte do estudante Jhonatan Brito da Costa, de 8 anos, atingido por um poste na cabeça enquanto brincava com os irmãos em um  campo de futebol desativado, no Setor Gentil Meireles, em Goiânia, o pai da criança denuncia que o objeto do acidente ainda permanece no mesmo lugar.

Desempregado, o pai da criança, Joaquim Nascimento, também denuncia a falta de amparo da Prefeitura de Goiânia, que nunca procurou a família para dar assistência. “Foi uma coisa muito triste pra nossa família. Isso abalou todo mundo de uma forma profunda. Até hoje a gente não recebeu nenhuma ligação, nem um tipo de assistência para ajudar a família”, diz ele.

O poste que caiu na cabeça do menor continua no mesmo lugar. Indignado, o pai questiona se a Prefeitura não vai remover o objeto do local. “É difícil demais. Hoje só ficou a saudade do meu filho caçula. Todos os dias quando passamos pelo local, os irmãos dele apontam o dedo para o poste e choram pela falta do irmão”, questiona o pai.

Mais Goiás procurou a Prefeitura de Goiânia para saber das denúncias citadas pelo pai do menor e aguarda um posicionamento.

(Foto: Arquivo Pessoal)

O Acidente 

Era por volta de 12h50, do último dia 16 de setembro, quando o garoto Jhonatan Brito da Costa morreu após ser atingido na cabeça por um poste de um alambrado de um campo de futebol, no Setor Gentil Meireles, em Goiânia. O menino brincava com seus irmãos de 10, 11 e 13 anos, quando o acidente aconteceu.

Os três irmãos que brincava com Jhonatan correram e chamaram  o pai para contar o ocorrido. A família acionou o Corpo de Bombeiros que realizou os primeiros procedimentos no local.