Pai agride filha por ela escolher negro para dançar em baile

O homem invadiu a celebração depois de descobrir que a menina tinha escolhido um garoto negro, de 15 anos, para ser seu parceiro na coreografia

Um homem de Houston, no Texas, EUA, está sendo acusado de bater na filha de 14 após descobrir que ela queria dançar com um amigo negro em uma festa de aniversário de quinze anos.

Aaron Aranza, de 37 anos, supostamente invadiu a celebração depois de descobrir que a menina tinha escolhido um garoto negro, de 15 anos, para ser seu parceiro na coreografia. Depois de mandar todo mundo embora, ele se referiu ao jovem usando uma ofensa racial e perguntou à sua filha se ela realmente iria dançar com o rapaz.

Ele, então, teria empurrado o jovem e dito: “eu não me importo que você ainda seja uma criança”.

De acordo com a polícia, o pai arrastou a filha e a bateu com um cinto. Depois disso, a jovem foi jogada ao chão. Aranza foi acusado por lesão a uma criança. Ele está preso e a fiança para que seja liberado é de U$ 20 mil pendente.