Do Mais Goiás

Padre italiano afirma ser pedófilo e se enforca na sacristia

Sacerdote Don Max Suard, 48 anos, admitiu ter cometido ações graves contra uma garota de 13 anos


//

Um padre italiano que admitiu ter abusado de uma adolescente se enforcou na terça-feira na sacristia de sua igreja pouco antes que bispo anunciasse oficialmente sua expulsão da paróquia.  As informações são da agência AFP.

Em uma conversa no sábado com seu bispo, monsenhor Giampaolo Crepaldi, o sacerdote Don Max Suard, 48 anos, admitiu ter cometido ações graves contra uma moça de 13 anos e solicitou dois dias para preparar uma carta pedindo perdão a Deus, à Igreja e à vítima.

Quando na terça-feira o bispo chegou para informar oficialmente sobre sua expulsão e da abertura de um procedimento canônico contra ele, o encontrou enforcado na sacristia.