Que isso!!

Padre é acusado de roubar R$ 3,8 milhões para gastar com namorado

Homem era um 'mestre sexual', segundo jornal. Os dois têm uma casa luxuosa e a relação existe há seis anos





//

Um padre de Nova York é acusado de roubar 1 milhão de dólares (cerca de R$ 3,8 milhões), de duas igrejas para custear a vida com um amante.

Segundo o jornal  “New York Daily News”, o padre Peter Miquelli pagava mil dólares (R$ 3.800) para fazer sexo com um homem que o obrigava a chamá-lo de “mestre” e a beber sua urina, segundo a ação judicial. A relação já dura há seis anos e os dois compraram um imóvel em Nova Jersey.

O padre também foi acusado de roubar dinheiro de doações de fiéis e de usar drogas. “Esta ação busca para finalmente colocar um fim a essa conduta verdadeiramente pecaminosa”, diz um dos trechos da ação judicial aberta por paroquianos da igreja onde Miquelli é padre.

O namorado é o jovem Keith Crist segundo a ação judicial, o homem chegou a mandar que ele bebesse a própria urina. De acordo com vizinhos, vários visitantes do sexo masculino costumam passar pela casa dos dois, que é luxuosa, com uma BMW na garagem.

Os fiéis criaram uma página no Facebook pedindo o afastamento do padre. De acordo com o processo, acusações do tipo contra o Miquelli são feitas há 10 anos.

Tópicos