Contrato

Prefeitura nega interrupção de fornecimento de alimentação nas unidades de saúde de Goiânia

Portaria que aponta encerramento do contrato de prestação de serviços que foi divulgada ontem não é oficial, afirma Secretaria Municipal de Saúde


Hugo Oliveira
Do Mais Goiás | Em: 28/03/2018 às 16:50:42


A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) teria, na sexta-feira (23), emitido um comunicado para unidades de saúde informando que deixaria de servir almoço e jantar para pacientes internados em 13 Cais, Ciams e Upas da Capital a partir desta quarta-feira (28).

A mesma portaria informa que a suspensão do fornecimento das refeições é temporária e decorre da finalização do contrato com a empresa prestadora do serviço. A regularização, segundo o documento, estaria em andamento, com expedição de uma nova licitação.

Compõem a lista de unidades presente no documento Cais Vila Nova, Cais Campinas, Cais Bairro Goiá, Cais Finsocial, Cais Cândida de Morais, Cais Guanabara, Cais Chácara do Governador, Cais Novo Mundo, Cais Amendoeiras, Ciams Novo Horizonte, Ciams Urias Magalhães, Upa Itaipu e Upa Noroeste.

Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia informou que não procedem as informações de que faltaria alimentação (almoço e jantar) para os pacientes das unidades de saúde da capital.”O expediente que trouxe a informação equivocada, e que tem gerado dúvidas e apreensões aos pacientes, não representa ato oficial da Saúde Municipal e a responsabilidade quanto a sua divulgação está sendo apurada para que medidas administrativas pertinentes sejam tomadas”,  diz o texto.

A Secretaria informou também que o contrato para fornecimento das alimentações aos pacientes internados em unidades de saúde do município de Goiânia está em plena vigência, mas que também há  um processo licitatório visando suprir a demanda para quando acontecer a expiração do atual contrato. A pasta ainda destacou que não faltou almoço hoje em nenhuma unidade de saúde de responsabilidade do município.

Incerteza

Em ligações para algumas das unidades, o Mais Goiás apurou que o clima ainda é de incerteza sobre a retomada do serviço. Servidora do Ciams do Setor Urias Magalhães afirma que não há almoço na unidade. “Tem que trazer. Não sabemos quando o serviço será regularizado. Tem que continuar trazendo almoço. Quando voltar ao normal a gente avisa”.

Funcionária do Cais Finsocial afirma que marmitas com almoço foram recebidas nesta quarta-feira (28) pela unidade. Segundo ela, a prefeitura está trocando de fornecedor e o serviço de alimentação ainda não está regularizado. “Melhor ligar todo dia para verificar”.