CORONAVÍRUS

Paciente com Covid-19 teve transmissão comunitária, diz prefeitura de Valparaíso

Pacientes são do sexo feminino e têm 36 e 38 anos. Ambas encontram-se em isolamento domiciliar


Joao Paulo Alexandre
Do Mais Goiás | Em: 25/03/2020 às 17:45:47

Número de casos de Covid-19 em Goiás sobe para 133; seis mortes são confirmadas (Foto: Warley de Andrade/TV Brasil)
Número de casos de Covid-19 em Goiás sobe para 133; seis mortes são confirmadas (Foto: Warley de Andrade/TV Brasil)

A Secretaria Municipal de Saúde de Valparaíso de Goiás, no Entorno do Distrito Federal, confirmou dois casos de Covid-19 na noite desta terça-feira (24). Segundo a pasta, trata-se de duas pacientes do sexo feminino, com idades de 36 e 38 anos. A mais velha, de acordo com pasta, teve transmissão comunitária, ou seja, onde não é mais possível saber a cadeia de transmissão. A mais nova esteve em uma viagem internacional e foi infectada pela doença.

Ainda de acordo com a SMS, as mulheres estão em isolamento domiciliar e estão sendo acompanhadas e monitoradas pela pasta da cidade. O último boletim divulgado trazia 19 casos suspeitos. Destes, oito ainda estão em investigação e nove estão descartados.

Apesar das confirmações, a Secretaria de Saúde pede calma para toda a população, pois, segundo ela, não á motivos para alarde. Além disso, o município está vigilante e preparado para tomar todas as medidas necessários. Além disso, a pasta repassa as orientações para higiene respiratória.

  • Lave as mãos com água e sabão ou use álcool em gel;
  • Cubra o nariz e boca ao espirrar ou tossir;
  • Evite aglomerações se estiver doente;
  • Mantenha os ambientes bem ventilados;
  • Não compartilhe objetos pessoais

Em um novo boletim divulgado pelo Ministério da Saúde, na tarde desta quarta-feira (25), traz que, em todo o Brasil, estão registrados 2433 casos e 54 mortes. Destas, são 46 em São Paulo, oito no Rio de Janeiro, um caso no Amazonas, um no Rio Grande do Sul e um em Pernambuco.

Em Goiás, os números de casos se mantiveram em 29. Nenhum óbito foi registrado no estado. “O Estado de Goiás vem mantendo seus baixos índices em relação à doença”, elogiou o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta.