Do Mais Goiás

PA: PM nega ‘onda de mortes’ e diz procurar autores de boato

A PM confirmou 10 assassinatos, mas garantiram que a situação já foi normalizada na região.


//

Em entrevista coletiva realizada nesta quarta-feira, representantes de diversos órgãos do Sistema de Segurança Pública do Pará tranquilizaram a população local e negaram que “uma onda de mortes” estaria acontecendo na Grande Belém desde a noite deúltima noite. Eles confirmaram 10 assassinatos, mas garantiram que a situação já foi normalizada na região.

“Todos esses crimes já começaram a ser investigados. Nós temos acompanhado intensamente todas as ações dos órgãos de segurança 24 horas por dia e podemos dizer sem medo que a notícia veiculada nas redes sociais e em alguns meios de imprensa sobre uma onda de dezenas de assassinatos em Belém não é verídica”, disse o secretário de Estado de Segurança Pública e Defesa Social, Luiz Fernandes Rocha.

De acordo com ele, falsas notícias compartilhadas na internet chegaram a divulgar cerca de 100 mortes apenas na madrugada de quarta-feira. Para ilustrar os supostos assassinatos, elas teriam usados imagens de vítimas de crimes e acidentes antigos, como as do incêndio na Boate Kiss, no Rio Grande do Sul.

“O nosso sistema de segurança já está monitorando as redes sociais e investigando quem são os autores desses virais e notícias levianas, que servem apenas para causar pânico na população”, completou.

Alguns perfis das redes sociais soltaram rumores inclusive de que as mortes teriam sido cometidas por policiais. Em relação ao assunto, as autoridades presentes na coletiva afirmaram que não há evidências de participação de servidores públicos, mas, caso ela seja confirmada, todos serão devidamente punidos.