Do Mais Goiás

Ossada de vítima de sequestro é encontrada após 13 dias do crime, em Anápolis

Dois homens que conheciam a vítima e são suspeitos do crime foram presos

O corpo do técnico em Recursos Humanos (RH), Alexandre Santos Almeida, 36, foi localizado em um matagal próximo à BR-414, em Anápolis. (Foto: reprodução/redes sociais)
O corpo do técnico em Recursos Humanos (RH), Alexandre Santos Almeida, 36, foi localizado em um matagal próximo à BR-414, em Anápolis. (Foto: reprodução/redes sociais)

O corpo do técnico em Recursos Humanos (RH) Alexandre Santos Almeida, 36, foi localizado em um matagal próximo à BR-414, em Anápolis, na sexta-feira (9). O homem estava desaparecido há 13 dias, após ser sequestrado durante assalto na residência em que morava. Dois homens, um de 20 e outro de 22 anos, suspeitos do crime, estão presos.

Segundo relata o delegado Cleiton Lobo, do Grupo de Investigação de Homicídios (GIH), os suspeitos conheciam a vítima e entraram na casa dela para roubar. No dia do crime, eles subtraíram fogão, microondas e uma televisão do local.

Os suspeitos deixaram a residência com o carro de Alexandre e também levaram a vítima no porta-malas. De acordo com o investigador, a suspeita é de que os criminosos tenham amarrado as mãos do técnico em RH e o asfixiado. Depois, eles abandonaram o corpo em um matagal, em Anápolis.

Na sexta-feira (9), os suspeitos foram detidos e levaram os policiais até o local em que a vítima foi deixada. O delegado confirmou a identidade da vítima, mas ainda será feito exame de DNA em Goiânia. O corpo estava em estado avançado de decomposição.