Do Mais Goiás

“Os goianos não querem promessas vazias”, diz Marconi ao fazer balanço da campanha eleitoral

Em entrevista coletiva, tucano comemorou resultado das urnas e analisou disputa pelo Governo de Goiás


//

Em entrevista coletiva concedida na noite deste domingo (26/10), o governador Marconi Perillo (PSDB) fez um balanço da campanha eleitoral de 2014. Reeleito para seu quarto mandato, o tucano explicou aos jornalistas que, apesar da disputa ter sido difícil, prevaleceu o bom senso dos goianos em garantir mais quatro anos de desenvolvimento para Goiás. “A população mostrou que não quer promessas vazias. E vamos honrá-la”, declarou.

O governador cumprimentou seu adversário, Iris Rezende (PMDB), mas lamentou que o peemedebista tenha adotado um perfil agressivo durante a disputa. “Foram ataques raivosos e muitas promessas vazias, mas, felizmente, o povo goiano reafirmou sua vontade em continuar avançando”, reiterou.

Outro ponto abordado por Marconi Perillo foi o tratamento dado, ao longo da campanha, a questões que envolvem Saúde, Segurança Pública e Educação. De acordo com o governador, os temas foram abordados de forma “politiqueira” e “desrespeitosa”. “Foram muitas mentiras, mas ao longo da campanha, conseguimos mostrar a verdade”, disse ele ao citar os avanços que Goiás conquistou nas três áreas, ao longo de sua gestão.

Ainda na entrevista coletiva, Marconi criticou a “proliferação de promessas demagógicas” por parte de adversários durante a disputa pelo Palácio das Esmeraldas. “Sempre me preocupei em me comprometer com o que é possível realizar. A população não quer saber de compromissos vazios, que jamais poderão ser realizados”, salientou.

RESPEITO

Marconi também afirmou que respeita a trajetória política de Iris. “Temos diferenças de estilo político, de comportamento e de visão de mundo”, explicou. Mesmo assim, segundo o tucano, Iris sempre foi um líder importante para o cenário político goiano.

Questionado sobre críticas que recebeu por parte do prefeito de Goiânia, Paulo Garcia (PT), na reta final da disputa, o governador afirmou que fez o possível para manter diálogo com o petista, mas que não houve reciprocidade por parte de Paulo Garcia. No entanto, ele garantiu que as portas do Governo de Goiás continuarão abertas para a Prefeitura da Capital.

Embora se sentisse atacado pelos opositores, Marconi afirmou que a campanha teve diversos aspectos positivos. O principal, segundo ele, é o carinho e respaldo encontrado na população, percebidos em todos os municípios percorridos em campanha. “Dividimos nossa equipe em frentes de trabalhos e, juntos, visitamos todas as cidades. Foi gratificante receber as demonstrações de apoio da população. Mostra que estamos no caminho certo”, concluiu.