Do Mais Goiás

Orla de Copacabana já tem 150 toneladas de lixo recolhido

Estimativa total até o fim da operação é de até 400 T

A cena já se tornou rotineira. A medida que a multidão deixa a orla de Copacabana após a festa de réveillon, o lixo ganha evidência. São toneladas de latas, garrafas, plásticos e uma imensa variedade de outros materiais que tomam conta das areias e calçadas.

Segundo a Comlurb, já foram retiradas 150 toneladas de lixo. A expectativa é de que, ao final da operação, de 350 toneladas a 400 toneladas seja recolhida, o que totalizará um aumento de 15% em relação a virada do ano passado. A estimativa do órgão é de remover todo o material até as 10h da manhã e, assim, liberar a Avenida Atlântica para o trânsito.

— Cada ano sem chuva o risco de crescimento do lixo é maior. Quando chove vem menos gente. E este ano ainda tivemos um ingrediente extra de terem sido quatro dias de festa – explica o presidente da Comlurb Tarquínio Prisco de Almeida.

Ao todo, 3.400 funcionários e 350 agentes ambientais realizam a limpeza, que conta até com escavadeiras. O maior desafio, ressalta Tarquínio, é o público que permanece na orla após o fim da festa. O lixo precisa ser removido em meio a pessoas transitando ou dormindo na rua.

O mutirão de limpeza ocorre em todas as praias do Rio, além do Parque de Madureira e das ilhas de Paquetá e do Governador. A Comlurb ainda não tem uma previsão de lixo recolhido até agora em toda a cidade.