Do Mais Goiás

Operários do BRT interditam Avenida Goiás Norte

Trabalhadores protestam contra suspensão dos salários. A Caixa Econômica Federal suspendeu os pagamentos para realizar correções nas planilhas da licitação

Os trabalhadores da obra do Bus Rapid Transit (BRT) interditaram a Avenida Goiás Norte na tarde desta segunda-feira (7). Eles atearam fogo em pneus para protestar contra a suspensão dos salários.

A suspensão foi consequência de divergências encontradas nas planilhas da licitação pelo Tribunal de Contas da União (TCU) e pela Controladoria Geral da União (CGU). A Caixa Econômica Federal suspendeu os pagamentos para realizar as correções necessárias nas planilhas.

A Prefeitura de Goiânia informou que os pagamentos devem ser regularizados em até 10 dias. A administração municipal ressaltou também que não houve cancelamento de contrato com os trabalhadores do BRT e nem aumento nos valores da obra.