Cidades

Operação da Polícia Civil prende acusados de homicídios em Rio Verde

Grupo de Investigação de Homicídios e PC trabalha em Operação desde o ano passado. Mandados de busca e apreensão domiciliar também foram cumpridos


Fabricio Moretti

Do Mais Goiás | Em: 18/12/2018 às 15:39:24


Os dois acusados de homicídios ocorridos em 2017 e 2018 (Foto: Reprodução/Polícia Civil)
Os dois acusados de homicídios ocorridos em 2017 e 2018 (Foto: Reprodução/Polícia Civil)

Na manhã desta terça-feira (18), a Polícia Civil de Goiás, juntamente com o Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) de Rio Verde, deflagrou a Operação Pace. Na ocasião, foram cumpridos três mandados de busca e apreensão domiciliar e dois mandados de prisão contra investigados de homicídios ocorridos em Rio Verde.

Os dois detidos são: Leonardo Rodrigues Vieira, autor confesso de uma tentativa de homicídio ocorrido no dia 17 de outubro de 2017, no Jardim Helena; e Rafael Juvileschi da Silva, investigado pela prática do delito de homicídio ocorrido no dia 3 de dezembro deste ano, na Vila Promissão.

Segundo as investigações da Polícia Civil, ambos os crimes foram motivados por uma rixa envolvendo dois grupos rivais de criminosos da Vila Promissão e bairros adjacentes. O delegado titular do GIH, Wellington Lemos, informou que a Polícia Civil tem atuado para coibir os crimes ocorridos na região.

“Os sujeitos tidos como líderes desses grupos criminosos já se encontram presos. As ações têm sido feitas de forma rotineira. Em julho deste ano foi deflagrada a primeira fase da Operação Pace (Pacificação em latim), ocasião em que foram cumpridos dezoito mandados de busca e apreensão domiciliar”, apontou o delegado.

Dentre os dezoito mandados de prisão, treze foram nas residências de investigados relacionados aos crimes de homicídios e cinco em locais considerados com ponto de venda de drogas. Participaram da Operação Pace 65 policiais civis de Rio Verde, Jataí e Goiânia.

O delegado Wellington finalizou: “esperamos que com a segregação desses dois indivíduos essa verdadeira “guerra” existente venha a ser abafada e que a paz possa retornar àquela região, trazendo mais tranquilidade aos seus moradores”.