Ação Nacional

Operação da Polícia Civil prende 202 pessoas em todo o estado nesta quarta (24)

Ação integra uma padronização nacional das delegacias gerais dos 26 estados e do DF. No total, 867 policiais foram mobilizados em Goiás


Artur Dias
Do Mais Goiás | Em: 24/04/2019 às 19:44:39

Delegado-geral da Polícia Civil, Odair José Soares. (Foto: Artur Dias/Mais Goiás)
Delegado-geral da Polícia Civil, Odair José Soares. (Foto: Artur Dias/Mais Goiás)

A Polícia Civil (PC) realizou, ao longo desta quarta-feira (24), a Operação PC 27. A ação mobilizou 867 policiais e consistiu no cumprimento de uma série de mandados de prisão e de busca e apreensão relacionados a crimes violentos. A ação aconteceu simultaneamente em todo o país e encerrou-se às 17 horas. Ao todo, 202 pessoas foram presas.

De acordo com a assessoria da PC, o foco da operação foi “retirar de circulação foragidos da Justiça, que cometeram crimes graves como roubo, homicídio, estupro, participação em crime organizado, entre outros”.

Além das pessoas presas, foram apreendidos oito menores, cinco quilos de cocaína, além de maconha, crack e ecstasy. Também foram encontradas 22 armas, dentre elas seis fuzis e 11 pistolas 9mm em uma ação em conjunto com a Polícia Rodoviária Federal. Foram cumpridos ainda 26 mandados de busca e apreensão. Para a realização da operação, foram utilizadas 314 viaturas.

Operação bem sucedida

De acordo com o delegado-geral da PC, Odair José Soares, a operação teve início na madrugada. Ele afirmou que todas as pessoas presas eram procuradas pela Justiça. “São mandados de pessoas foragidas. Notadamente são homicidas, latrocidas, estupradores, traficantes, entre outros”, afirmou o delegado.

O delegado afirmou também que houve um período de preparação para que a operação fosse deflagrada. “Há três dias estamos fazendo monitoramento, checando endereços, fazendo várias diligências. Todas as 18 regionais da Polícia Civil estiveram empenhadas na operação”, ressaltou.

Padronização nacional

Odair afirmou também que a operação tem um caráter nacional, com o objetivo de articular e organizar a ação da polícia em todo o país. “Fizemos uma padronização nacional das Polícias Civis. Os 27 chefes de polícia se reuniram e elegeram o delegado-geral do Distrito Federal para coordenar essas ações”, disse.“Conseguimos localizar e prender algumas pessoas foragidas de outros estados. Isso foi possível graças à troca e cruzamento de informações”, continuou o delegado.

Odair afirmou ainda que essa é a primeira de várias operações. “Não podemos dizer as datas, mas o plano é realizar pelo menos duas ações nacionais como essas por semestre”, concluiu.