Informação

ONG do Reino Unido se dedica a checar os fatos de notícias na internet

A Full Fact quer impedir a proliferação de desinformação, pânico e propaganda pela rede




Pesquisas nos EUA reveleram que nos dias anteriores à eleição, o número de notícias falsas e boatos envolvendo ambos os principais candidatos superaram as notícias reais sobre eles no Facebook e nas demais redes sociais.

 

A desinformação está virando uma praga conhecida na internet, especialmente no meio político – um veneno que os brasileiros conhecem muito bem desde as acirradas eleições de 2014 – com muita mentira e pouca informação confiável circulando.

 

Por tudo isso, uma organização de caridade não governamental do Reino Unido quer combater as notícias falsas na internet. A Full Fact é composta por uma rede de voluntários que checam os fatos das notícias desde a sua publicação original.

 

No momento, o foco deles é em pequena escala, centrado no Parlamento inglês, de olho no que circula por aí sobre as declarações dos políticos britânicos e salientando o que é verdade e o que é, literalmente, intriga da oposição.

 

Segundo o Engadget e o TechCrunch, o objetivo é desenvolver um aplicativo Full Fact que poderá fazer a checagem dos fatos pra você automaticamente. Achou aquela notícia um pouco suspeita? Basta jogar no app e ver o que é verdade. Eles também devem desenvolver uma extensão para os navegadores de internet.

 

A missão, porém, é complicada. Enquanto algumas notícias são mais óbvias, outras são muito bem construídas e requerem um nível de interpretação de texto complicado de ensinar a um programa, já que precisam de contexto ou mesmo bom senso.

 

Ainda sem planos de se tornar operacional e de lançamento, o Full Fact quer principalmente ajudar os jornalistas da era digital. Com o enorme fluxo de informação, um programa como o Full Fact pode facilitar demais a vida de repórteres que lidam com política para pegar não apenas a rede, mas os próprios políticos na mentira.